Participe fazendo seus comentários e dando suas opiniões. Um abraço. Drauzio Milagres.

Total de visualizações desta página.

Translate - Google Tradutor

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Pipoca de cinema é filme de terror para saúde


Estudo americano revela que pipoca de cinema é filme de terror para saúde
Ambiente Brasil - Portal R7 - 20/11/2009
http://noticias.ambientebrasil.com.br/
http://noticias.r7.com/

Esqueça Freddy Krueger e os zumbis comedores de gente: o vilão mais horripilante de uma noite no cinema pode estar escondido em um inocente saco de pipocas, de acordo com um novo estudo americano divulgado nesta quinta-feira (19).

Análises nutricionais de porções de pipoca servidas em alguns dos maiores e mais populares cinemas dos Estados Unidos encontrou quantidades assustadoras de calorias, que certamente darão um susto nos consumidores que veem o lanche como relativamente saudável.

O Center for Science in the Public Interest (CSPI), instituto sem fins lucrativos, comparou algumas porções de pipoca e bebida oferecidas nos cinemas ao consumo de três sanduíches 'Quarteirão' da rede de fast-food Mc Donald's, acrescidos de 12 camadas de manteiga.

Em um comunicado, o CSPI explica que o 'combo' de pipoca média com refrigerante vendido na Regal, maior cadeia de cinemas dos Estados Unidos, contém absurdas 1.610 calorias e cerca de 60 gramas de gordura saturada.

Nos cinemas da rede AMC, a segunda maior, uma pipoca grande contém 1.030 calorias e 57 gramas de gordura saturada - quantidade semelhante à encontrada em pouco menos de meio quilo de costeleta coberta de sorvete, segundo comparação do CSPI.

O grupo de pesquisas indica que a análise da pipoca vendida nos cinemas Regal e AMC revelou uma quantidade de calorias maior do que a estimada pelas próprias empresas.

"Regal e AMC são nossos indicados ao prêmio de Melhor Ator Coadjuvante da Obesidade Epidêmica, brincou Jayne Hurley", nutricionista chefe do CSPI.

"Quem espera cerca de 1.500 calorias e o equivalente a três dias de gordura capaz de fazer um coração parar em um combo de pipoca e refrigerante? Esta é a quantidade de gordura saturada encontrada em um pacote de manteiga e as calorias de dois pacotes de manteiga", destacou.

"Você pode achar que está comprando Bambi, mas na verdade está levando Godzilla", acrescentou a nutricionista.

O estudo aponta que a causa de quantidades tão altas de gordura e calorias se deve ao fato de o milho de pipoca ser estourado em óleo de coco.

Segundo o CSPI, quando a pipoca é feita com óleos mais saudáveis, como canola ou girassol, apresenta quantidade menor de calorias - (...)




* * * * * * * *








* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários.


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *




sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Homenagem da Esquadrilha da Fumaça Francesa pelos 50 Anos do Astérix


Homenagem da Esquadrilha da Fumaça Francesa pelos 50 Anos do Astérix




(dê dois cliques na seta acima para ver o vídeo - duração de 02:50 minutos)









* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "
O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Morar perto de redes de transmissão de energia pode causar câncer


Morar perto de redes de transmissão de energia pode causar câncer
Júlio Bernardes - Diário da Saúde - 26/10/2009
http://www.diariodasaude.com.br/


Pesquisa mostra que as crianças que moram a uma distância de até 200 metros das linhas de transmissão de eletricidade são mais propícias a desenvolver leucemia. Imagem: USP.



Risco de câncer em crianças


Uma pesquisa realizada na Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) mostra que as crianças que moram a uma distância de até 200 metros das linhas de transmissão de eletricidade são mais propícias a desenvolver leucemia.

O trabalho pretende estimular novas investigações sobre possíveis efeitos dos campos elétricos e magnéticos na saúde da população, uma fonte de poluição ainda pouco estudada no Brasil.

Este é o segundo estudo divulgado neste ano que aponta os riscos de viver próximo às grandes linhas de transmissão de eletricidade. Outra pesquisa, divulgada em Julho, aponta que os campos magnéticos das linhas de transmissão ameaçam a saúde da população.



Geoprocessamento da saúde

O problema, apontado pela bióloga Ciliane Matilde Sollitto em sua tese de doutorado, foi verificado por meio de técnicas de geoprocessamento.

"Foram considerados todos os casos notificados de leucemias entre crianças e adolescentes de 0 a 19 anos, do banco de dados do Registro de Câncer de Base Populacional do Município de São Paulo entre 1997 e 2004", relata. "Dos 1.709 casos, 693 registros foram georreferenciados, ou seja, tiveram sua localização fixada no mapa da cidade."



Campos eletromagnéticos e a saúde

Ao mesmo tempo, foram elaborados mapas registrando faixas de distâncias pré-estabelecidas ao longo das linhas de transmissão de energia elétrica no mapa da cidade de São Paulo, que serviram de base para a análise da influência dos campos eletromagnéticos em relação aos casos de leucemias.

"Entre outros trabalhos, a análise se baseia em um estudo realizado no Reino Unido, com aproximadamente 6 mil casos registrados de leucemia infantil", conta a pesquisadora. "Essa pesquisa revelou que havia uma tendência de maior incidência de leucemia entre crianças que residiam entre 200 e 600 metros das redes de transmissão de eletricidade."

Os dados sobre as linhas e os casos georreferenciados de leucemia foram combinadas com a estatística populacional da cidade, obtida no censo do IBGE em 2000. O cruzamento das informações mostrou que nas áreas situadas a até 200 metros das redes de transmissão, a ocorrência de leucemia foi estimada em 22,46 casos por 100 mil habitantes, mais do que a incidência geral do município de São Paulo, que é de 19,34 casos em cada 100 mil moradores.



Poluição eletromagnética

A pesquisadora defende que novos estudos epidemiológicos sejam realizados sobre poluição eletromagnética. "É preciso investigar mais a fundo a exposição das pessoas a esse tipo de poluente, mais uma dentre as várias formas de poluição existentes na cidade", ressalta.

Ciliane também recomenda o aprimoramento dos registros de morbidade na cidade de São Paulo. "Como a leucemia infantil é passível de cura em cerca de 85% dos casos, é necessário obter dados precisos sobre sua incidência, e não apenas o número de mortes", ressalta.

Os prováveis impactos das radiações não-ionizantes na saúde humana, especialmente entre crianças, são objeto de estudos internacionais aprofundados desde 1979, desde que a Agência Internacional do Câncer considera que os campos eletromagnéticos são possivelmente carcinogênicos.



Efeitos sobre as plantas

A bióloga, funcionária da Prefeitura de São Paulo, começou a pesquisar a questão da poluição eletromagnética a partir de 2000, para atender as demandas de moradores de City Boaçava (Zona Oeste da capital), que questionavam sobre os possíveis efeitos do aumento da tensão nas linhas de transmissão pretendida pela concessionária de energia.

Na dissertação de Mestrado, apresentada em 2006, Ciliane trabalhou com plantas indicadoras de poluição, orientada pelo professor Paulo Saldiva, do Laboratório de Poluição Atmosférica da FMUSP.

"Esse trabalho demonstrou que as plantas também apresentavam sensibilidade aos campos eletromagnéticos, do mesmo modo que acontece com a poluição atmosférica, podendo servir também como bioindicadores", lembra a pesquisadora. A pesquisa para a tese de doutorado, defendida em abril deste ano, teve orientação do professor Luiz Alberto Amador Pereira.




quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Leva de filmes sobre 'Chico Xavier' estreia em 2010



Repassado por Marcos Alves (25/11/2009):




Leva de filmes sobre 'Chico Xavier' estreia em 2010


O Espiritismo não estará forte apenas no teatro em 2010. A temporada de filmes no chamado 'meio transcendental' terá grandes produções e elenco de renome. "Chico Xavier", dirigido por Daniel Filho e com Nelson Xavier como Chico, é o mais aguardado. Estão previstos ainda "Nosso Lar", dirigido por Wagner Assis; "As Mães de Chico", por Glauber Filho; "E a Vida Continua", de Paulo Figueiredo; e o documentário "As Cartas", de Cristiana Grumbach.



Publicidade

"Chico Xavier" entra em cartaz em 2 de abril, data em que o médium faria 100 anos. Produzido pela Globo Filmes, o longa descreve a trajetória do mineiro da cidade de Pedro Leopoldo que, em seus 92 anos, psicografou 419 livros. O elenco terá ainda Paulo Goulart, Christiane Torloni e Tony Ramos. "Faço parte da Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas há 40 anos. Para mim, é um prazer estar neste filme", diz Goulart.



"Nosso Lar", obra psicografada por Chico Xavier que já vendeu mais de 1,5 milhão de exemplares, foi adaptada para as telas pelo cineasta Wagner Assis, da produtora Cinética Filmes. O longa mostra os primeiros anos do médico André Luiz após sua morte, em outro 'plano espiritual'. A produção também será lançada no aniversário de Chico Xavier. Chico Xavier psicografou também "E a Vida Continua", do mesmo espírito André Luiz. A obra será outra a ganhar as telas em 2010, com direção do ator Paulo Figueiredo.


Já em "As Cartas", a diretora Cristiana Grumbach focou nas mensagens de Xavier. A produção estreia nos primeiros meses de 2010 e reúne relatos de pessoas que receberam textos psicografados pelo médium. "Durante as filmagens, descobri que a maioria dessas cartas eram de filhos para seus pais." Ainda em fase de criação, "As Mães de Chico" reunirá histórias de mulheres que recebem cartas de filhos mortos.


Para o diretor Glauber Filho, a onda de filmes com temas espíritas é uma consequência do sucesso de "Bezerra de Menezes - O Diário de Um Espírito" (2008), obra que leva sua assinatura. "Começamos com um documentário, depois nasceu a ficção. Foi uma grande surpresa, conquistamos 503 mil espectadores em 27 semanas. Isso com um orçamento de R$ 2,7 milhões." No próximo mês, Filho lança em DVD o documentário "Bezerra de Menezes - O Médico dos Pobres", complementando a ficção. As informações são do Jornal da Tarde.




* * * * * * * *


Chico Xavier e Boneca






* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários.


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *





Meditação ajuda a lidar com a dor


Curso rápido de meditação ajuda a lidar com a dor
Redação do Diário da Saúde - 17/11/2009
http://www.diariodasaude.com.br/



Pesquisa demonstra que um curso rápido de meditação pode ajudar as pessoas que estejam passando por problemas de saúde ou mesmo aquelas que têm dores crônicas. Imagem: Wikimedia / Sarvodaya Shramadana.



Meditação contra a dor


Viver com dores constantes é algo extremamente estressante. Mas um "investimento" de tempo surpreendentemente pequeno, envolvendo o treinamento mental, pode ajudar as pessoas que estejam passando por problemas de saúde ou mesmo aquelas que têm dores crônicas.

Um estudo realizado na Universidade da Carolina do Norte (EUA), examinou a percepção da dor e os efeitos de várias técnicas de treinamento mental e descobriu que um treinamento rápido e simples de uma técnica chamada meditação da mente aberta tem efeitos positivos significativos sobre a sensação de dor.



Benefícios da meditação

Esta mesma técnica, de origem budista e frequentemente utilizada pela ioga, já mostrou resultados positivos para ampliar as habilidades visoespaciais e até mesmo para diminuir a progressão dos efeitos da infecção pelo HIV.

Ao longo dos últimos dez anos, pesquisas relacionadas à dor têm mostrado extensivamente que a meditação pode ter efeitos positivos na redução da percepção e da sensibilidade das pessoas à dor.



Curso rápido de meditação

Mas nem todas as pessoas têm o tempo, os recursos financeiros ou mesmo o acesso a professores ou escolas de meditação.

Agora, este novo estudo demonstrou que uma única hora de treinamento, subdividida em três períodos de 20 minutos em três dias consecutivos, pode ter o mesmo efeito analgésico oferecido pela meditação mais intensiva.

"Este é o primeiro estudo a demonstrar a eficácia de uma intervenção tão breve na percepção da dor", afirma o Dr. Fadel Zeidan, um dos participantes da pesquisa. "Os participantes não apenas sentiram menos dores do que o grupo de controle durante a meditação, mas também durante os períodos nos quais eles não estavam mais meditando".



Efeitos da meditação sobre o cérebro

"Nós já sabíamos que a meditação tem efeitos significativos sobre a percepção da dor entre as pessoas que a praticam há muito tempo - o cérebro dessas pessoas revela alterações radicais. O que nós não sabíamos é que um excelente resultado poderia ser alcançado em apenas três dias, com apenas 20 minutos de treino por dia," diz Zeidan.

Os pesquisadores montaram seus experimentos de forma a eliminar os efeitos da distração, outro fenômeno que tem conhecidos efeitos sobre a sensação de dor. Mas não restaram dúvidas sobre os efeitos da meditação quando a diminuição da sensação da dor se estendeu por períodos fora do treinamento.

"Isto foi uma surpresa total, porque a mudança na sensibilidade geral à dor nem mesmo fazia parte de nossas hipóteses iniciais", diz o pesquisador.



Só na sensação de dor

Para tirar qualquer dúvida, os pesquisadores idealizaram dois outros experimentos, de forma a eliminar qualquer outra possibilidade de indução sobre os resultados.

Mas a conclusão - o treinamento de meditação de 20 minutos durante três dias diminui as sensações de dor - permaneceram consistentes em todos os experimentos.

Os pesquisadores destacam em seu artigo que a meditação causou uma diminuição na sensação de dor, mas não nas sensações em geral. No experimento envolvendo choques elétricos, por exemplo, todos os participantes do grupo que fez meditação reportou igualmente a sensação da eletricidade em seu corpo, mas a intensidade do choque registrada em seus cérebros foi muito inferior.









* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários.


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *



segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Digitar no celular é pior do que usar o computador



Ergonomia: Digitar no celular é pior do que usar o computador
Redação do Diário da Saúde - 16/11/2009
http://www.diariodasaude.com.br/

O que ocorre com os jovens é que a maioria digita no celular sentado sem o apoio correto para as costas e muito longe da postura ideal.
Imagem: Wikimedia / Paul Martin Lester.




Problemas de postura


A maioria dos jovens até 21 anos afirmou preferir enviar mensagens de texto pelo celular do que usar o e-mail ou fazer uma ligação para falar com os amigos.

Mas pesquisadores da área de ergonomia estão começando a se preocupar se a posição física assumida durante a composição das mensagens está colocando esta nova geração sob riscos de saúde até agora reservados apenas aos adultos mais maduros, que trabalham no computador há muitos anos.



Dores nos ombros e no pescoço

Judith Gold, da Universidade Temple (EUA) acredita já ter os elementos suficientes para confirmar que isto está de fato acontecendo.

Ela apresentou os resultados preliminares de sua pesquisa que mostram que dores nos ombros e no pescoço estão intimamente relacionadas com o uso mais ou menos intensivo das mensagens de texto no celular.

"O que vimos até agora é muito similar ao que verificamos com os trabalhadores de escritório que passam a maior parte do seu tempo na frente de um computador," explica ela.



Postura inadequada

"A forma como o corpo se posiciona durante a composição da mensagem no celular - costas e ombros parados enquanto os dedos movem-se rapidamente - é similar à posição adotada na digitação."

Isto, é claro, quando as pessoas assumem uma postura correta. O que ocorre com os jovens é que a maioria digita no celular sentado sem o apoio correto para as costas e muito longe da postura ideal.

"Mas, devido às similaridades na posição corporal, as descobertas feitas pelas pesquisas sobre as lesões causadas pelos esforços repetitivos no uso dos computadores podem ser aplicadas também no caso da digitação das mensagens de texto em celulares," diz Judith.



Doenças da digitação

Os estudos sobre o uso excessivo do computador mostram que os trabalhadores estão sujeitos principalmente a problemas de saúde como a síndrome do túnel do carpo, a bursite e a tendinite.

Durante a pesquisa, Judith utilizou câmeras de infravermelho, programas de análise de movimento e monitores de frequência cardíaca para analisar a posição corporal dos estudantes.

"Olhando ao redor no campus [da Universidade], você pode ver dezenas de estudantes com seus telefones celulares, digitando mensagens. É nessa faixa etária que eles digitam mais. Assim, é importante saber quais efeitos isto terá sobre a saúde para sabermos se haverá danos a longo prazo."








* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários.


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *




domingo, 22 de novembro de 2009

Excelente Campanha para a Paz no Oriente Médio



Excelente Campanha para a Paz

No Oriente Médio




(dê dois cliques na seta acima para ver o vídeo - duração de 00:49 segundos)











* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "
O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *





quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Estudos mostram que porcos possuem alta cognição e aprendem rápido



Estudos mostram que porcos possuem alta cognição e aprendem rápido
Ambiente Brasil - Folha Online - 16/11/2009
http://noticias.ambientebrasil.com.br/


Todos nós conhecemos a história do último dos Três Porquinhos, que frustrou o Lobo Mau ao construir sua casa com tijolos, em vez de usar palha ou galhos, como seus irmãos. Mas poucos sabem que, mais adiante, o porquinho aprimorou a vigilância de sua casa instalando espelhos convexos de segurança em pontos estratégicos ao longo da estrada de acesso.


Bem, e por que não? Na edição atual da publicação "Animal Behaviour", pesquisadores apresentam evidências de que porcos domésticos podem aprender rapidamente o funcionamento de espelhos e usam seu entendimento de imagens refletidas para visualizar seus arredores e encontrar alimento.

Os pesquisadores ainda não podem afirmar se os animais percebem que os olhos no espelho são deles mesmos, ou se os porcos podem se equiparar aos macacos, golfinhos e outras espécies que passaram no famoso "teste de auto-reconhecimento do espelho" - considerado um sinalizador de autoconhecimento e inteligência avançada.

Ao que eu digo, grande coisa. Por que os porcos deveriam gastar um precioso tempo de espelho inspecionando seus dentes ou ajeitando os pelos do queixo, quando poderiam estar usando o espelho como ferramenta para encontrar uma vista muito mais bela, o paraíso dos porcos que vêm numa tigela?

O fato é apenas um de uma série de recentes descobertas do nascente estudo da cognição dos porcos. Outros pesquisadores descobriram que porcos são brilhantes em se lembrar onde estão escondidos os suprimentos de comida e o tamanho de cada pilha em relação ao restante. Eles mostraram que o Porco A pode, quase instantaneamente, aprender a seguir o Porco B quando este mostra sinais de saber onde a boa comida está armazenada, e que o Porco B tentará enganar o porco que o segue e colocá-lo fora do rastro, para que o Porco B possa atacar sua comida em paz.

Aprendizado - Eles descobriram que os porcos estão entre os animais mais rápidos a aprender uma nova rotina. Eles conseguem realizar inúmeros truques: pular, saudar e ficar de pé, girar e fazer sons parecidos com palavras sob um comando, desenrolar tapetes, arrebanhar ovelhas, abrir e fechar jaulas, jogar videogame com controle remoto, e muito mais. Para o bem ou para o mal, os porcos também são lentos para se esquecer. "Eles conseguem aprender algo na primeira tentativa, mas é difícil para eles desaprenderem", disse Suzanne Held, da Universidade de Bristol. "Eles podem ficar assustados uma vez e ter sérios problemas para superar aquilo".

Os pesquisadores também descobriram que não importam os novos detalhes encontrados sobre a perspicácia dos porcos, a reação pública é sempre a mesma. "As pessoas dizem, 'Ah, sim, os porcos são mesmo espertos, não é?'", disse Richard W. Byrne, professor de psicologia evolucionista da Universidade de St. Andrews. "Eu recomendaria que alguém estudasse ovelhas e bodes em vez de porcos, de forma que as pessoas ficassem adequadamente impressionadas em descobrir que seu animal é inteligente".

Com sua frustração artificial colocada de lado, ele acrescentou, "se você quer compreender a evolução da inteligência e dos comportamentos sociais, é importante trabalhar com animais como porcos, sem nenhum parentesco conosco", mas primos das baleias e dos hipopótamos.

Tão longe, e ao mesmo tempo tão perto. Na semana passada, uma equipe internacional de biólogos divulgou o primeiro rascunho da sequência do genoma do porco, o conjunto completo de instruções genéticas para fazer a raça Duroc da espécie Sus scrofus. Mesmo num olhar apressado, "o genoma do porco se compara favoravelmente ao genoma humano", disse Lawrence Schook, da Universidade de Illinois, em Urbana-Champaign, um dos líderes da equipe.

"Partes muito grandes são mantidas em pedaços completos", afirmou ele, praticamente sem alterações nos mais de 100 milhões de anos desde que os ancestrais dos humanos e dos porcos se dividiram.

Schook está particularmente ansioso para ver se os muitos paralelos fisiológicos e comportamentais entre humanos e porcos são refletidos em nossos respectivos genomas. Corações de porcos são como nossos corações, segundo ele, porcos metabolizam medicamentos como nós, seus dentes lembram os nossos, e seus hábitos podem fazer o mesmo. "Olho os porcos como um grande modelo animal representativo de doenças do estilo de vida humano", disse ele. "Porcos gostam de ficar sem fazer nada, gostam de beber, e, se tivessem a chance, eles fumariam e veriam televisão".

Domesticação - Os porcos têm vivido em currais há pelo menos oito mil anos, quando foram domesticados na Ásia e na Europa. A domesticação foi simples, pois eles gostavam muito de procurar comida em locais de lixo. "Os porcos eram difíceis de caçar, mas, se você colocasse o lixo para fora, bandos deles seriam atraídos, vindos da floresta", disse Schook. "Depois de um tempo, as pessoas perceberam que não precisavam caçá-los. Tudo que precisavam fazer era colocar uma cerca ao redor do lixo".

Os porcos eram incansáveis máquinas de compostagem. "Eles se alimentavam de nosso lixo", disse Dr. Byrne. "Tudo que produzíamos, eles transformavam numa ótima carne". A carne de porco está entre as carnes mais populares do mundo; em muitos lugares, os porcos são uma valiosa forma de moeda. "Em partes da Nova Guiné, eles são tão importantes para as vilas que chegam a ser amamentados por mulheres", contou ele.

É claro, os porcos nem sempre são tratados com tanto carinho, e os pesquisadores denunciaram fazendas de criação. "Sou alemão e adoro linguiça, mas nunca comeria carne de porco que não fosse de criação livre", disse Held.

Mesmo na domesticidade, os porcos mantiveram muito de sua esperteza. Byrne atribui a inteligência dos porcos às mesmas pressões evolucionárias que estimularam a esperteza dos primatas: a vida social e o alimento. Porcos selvagens vivem em grupos sociais de longo prazo, acompanhando uns aos outros como indivíduos, buscando melhor proteção contra predadores. Eles também realizam buscas por difíceis fontes de alimento, exigindo uma destreza no focinho não muito diferente da habilidade de um macaco.

Como já se havia visto macacos usando espelhos para localizar comida, Donald M. Broom, da Universidade de Cambridge, e colegas decidiram buscar um tipo similar do chamado reconhecimento de avaliação, em porcos. Eles começaram expondo sete porcos, com idades entre 4 e 8 semanas, a cotas de quatro horas com um espelho e gravaram suas reações.

Os porcos ficaram fascinados, apontando seus focinhos para o espelho, hesitando, vocalizando, se aproximando, caminhando para frente e cheirando a superfície, olhando sua imagem de diferentes ângulos, olhando atrás do espelho. Quando o espelho foi colocado em seu cercado um dia depois, os porcos, já experientes com vidros, o saudaram com entusiasmo.

Em seguida, os pesquisadores colocaram o espelho na área delimitada, junto a uma tigela de comida que não podia ser diretamente vista, mas cuja imagem estava refletida no espelho. Eles então compararam as reações dos porcos que tinham experiência com o espelho com aqueles sem experiência. Ao mirar a comida virtual no espelho, os porcos experientes se viraram e, numa média de 23 segundos, já haviam encontrado a comida. Os porcos sem experiência, entretanto, tomaram o reflexo como realidade e buscaram, em vão, encontrar a tigela atrás do espelho. Não há dúvidas de que os pobres porquinhos frustrados mal podiam esperar para chegar em casa, abrir uma cerveja e ligar a TV.



* * * * * * * *











* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários.


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *




quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Antioxidantes Naturais - O poder medicinal das ervas aromáticas e especiarias



Antioxidantes Naturais
Marília Fernandes - MaisDe50 - 17/11/2009
http://www.maisde50.com.br/

O poder medicinal das ervas aromáticas e especiarias.

Estudos conduzidos em universidades da Alemanha, França, Ásia, Estados Unidos e Brasil têm comprovado o que os nossos antepassados já intuíam: as ervas aromáticas e as especiarias possuem princípios ativos com propriedades medicinais que promovem saúde.

Além do aroma e sabor que conferem à culinária, seu uso é bastante interessante na redução do consumo de sal e na capacidade de auxiliar no processo digestivo. Presentes nos cardápios, elas estimulam a produção de enzimas envolvidas na digestão e assim facilitam a absorção dos nutrientes.

Na culinária, devem ser usadas com equilíbrio, para destacarem o sabor de um prato e nunca se sobrepujarem.

As ervas frescas devem ser picadas o mais perto possível da hora de servir e ser acrescentadas à preparação no final do cozimento, para assim evitar que seu gosto e seus componentes medicinais se percam. Nas preparações que não necessitem de cozimento, devem ser colocadas bem antes da hora de servir, para que possam misturar-se e dar seu sabor aos outros ingredientes.

As ervas secas costumam ser acrescentadas no começo do processo de cozimento.

Conheça os tipos, propriedades medicinais e uso culinário.

- Açafrão: antioxidante, antiinflamatório, é auxiliar no tratamento da prisão de ventre.
Uso: arroz, sopas, saladas, carnes, pães.

- Alcarávia: digestivo, estimulante.
Uso: pães, batatas, cogumelos, pato, ganso, sopas, recheios e vegetais.

- Aipo ou salsão: digestivo, indicado para flatulência (gases), diurético.
Uso: sopas, minestrone e salpicão.

- Alecrim: digestivo, antioxidante, estimulante, ativador da circulação sangüínea, antidepressivo e anti-séptico. Uso: carnes e massas.


- Alfavaca ou manjericão cheiroso: digestivo, sedativo, tônico, baixa a febre; é auxiliar no tratamento de infecções bacterianas e parasitas intestinais.
Uso: tomates, massas, berinjela, peixes de carne firme.

-
Alho
: antioxidante e digestivo; melhora a circulação sanguínea e purifica o sangue. Uso: carnes, aves, molhos em geral e refogados.

- Baunilha: estimulante, afrodisíaca e digestiva.
Uso: perfumar bolos, doces, cremes, mingaus, bebidas e licores.

- Canela: digestiva e antioxidante; ajuda a prevenir osteoporose, a controlar a pressão sanguínea e a aliviar sintomas da menopausa.
Uso: compotas, infusões, marinados, picles e ensopados (em casca) e bolos, pães, biscoitos, mingaus e doces (em pó).

- Cardamomo: antioxidante, estimulante e digestivo. Uso: pratos indianos, tortas e bolos escandinavos, carne de carneiro e porco, fígado, peixes e sopas, arroz, bolachas, licores, café, conservas de arenque e saladas de frutas.


- Cebola: antioxidante e digestiva.
Uso: pratos salgados.

- Coentro: antioxidante, digestivo, auxiliar no tratamento da ansiedade, moderador de apetite. Uso: peixes, frutos do mar, molhos, sopas, carnes, aves, pães.


- Cominho: diurético, auxiliar no tratamento de gases. Uso: molhos, cremes, peixes, carnes, assados, legumes, ovos, sopas e pães. é essencial no curry.


- Cravo-da-Índia: ajuda a aliviar sintomas da menopausa, a proteger contra aterosclerose e diminuir os níveis de colesterol. Uso: doces, pães, marinados, assados de porco, molhos e chutney.


-
Curry
: é feito com até 65 tipos de especiarias diferentes e é estimulante e digestivo. Uso: culinária indiana, arroz.

- Erva-doce: combate tontura, náuseas, infecções intestinais e estomacais.
Uso: a base da haste é usada como legume. As folhas podem ser servidas em saladas ou guarnecendo outras preparações.

- Estragão: estimulante de apetite; alivia reumatismo e artrite, regulariza a menstruação, diurético.
Uso: saladas, sopas, assados de forno, peixes, carnes, aves e molhos.

- Gengibre: antioxidante; ajuda a tratar enjôos, combater infecções, prevenir doenças cardiovasculares; é auxiliar no emagrecimento.
Uso: cru como acompanhamento, picles, molhos, doces, bolos, pães, saladas e carnes de porco.

- Hortelã: estimulante, digestiva. No Recife, o pó da folha é usado para combater parasitas intestinais (ameba e giárdia) em crianças.
Uso: chás, sucos, saladas, molhos para carnes e massas, pratos da cozinha do médio oriente.

- Louro: antioxidante, digestivo; estimula o apetite; é auxiliar no tratamento da gripe.
Uso: cozidos, assados, feijões, massas, caldos e carnes.

- Mostarda: antioxidante.
Uso: conservas, pães, assados, picles e marinados (em grão) e carne de porco, embutidos, peixes e maionese (em pó ou pasta).

- Noz moscada: afrodisíaca, é usada para problemas hepáticos. Uso: doces, molhos e massas. Deve ser ralada somente na hora do uso e necessita de pequena quantidade para dar seu aroma.


- Orégano: digestivo, antioxidante, antibacteriano, antibiótico, analgésico, sedativo; auxiliar no tratamento de gripes, resfriados e cólicas menstruais. Uso: molhos italianos, de tomate, ensopados, massas, sopas e espetinhos (de carneiro e porco).


- Páprica: estimulantes e digestivas. Uso: pode ser usada no lugar da pimenta seca.


- Papoula: digestiva.
Uso: bolos, pães, tortas, doces e molhos.

- Pimentas: antioxidantes; purifica o sangue, auxilia na prevenção de doenças do coração, no tratamento da obesidade, nas dores reumáticas (compressas locais). Uso: pratos salgados.


- Salsinha: favorece o equilíbrio hormonal; é fonte rica em betacaroteno (pré vitamina A) e vitaminas do complexo B; alivia os sintomas da bronquite, asma, cólicas menstruais e cistite; é auxiliar no tratamento de cálculos renais e cólicas.
Uso: molhos, patês, saladas, legumes, peixes, omeletes, sopas e guisados.

- Sálvia: digestiva, antioxidante; auxiliar no tratamento de problemas de fígado, suor excessivo, ansiedade, depressão e sintomas da menopausa. Uso: carne de boi e porco, peixes firmes, ovos, queijos e saladas.


- Tomilho: digestivo, desinfetante, anti-séptico; é expectorante, limpa as vias respiratórias e o intestino. Uso: sopas, aves, peixes, carnes, saladas, molhos, preparações a base de tomate.




* * * * * * * *



Ervas Aromáticas e Especiarias








* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários.


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *




Empresas verdes são possíveis?



Empresas verdes são possíveis?
Elisabeth Laville - Adital - IHU - 27/10/2009
http://www.adital.com.br/

Elisabeth Laville


A principal característica de uma empresa que se diz comprometida com o meio ambiente é "comprometer-se em tornar ecologicamente sustentáveis 100% de seus produtos num futuro próximo", enfatiza Elisabeth Laville, professora da École des Hautes Études Commerciales, Paris. Se as empresas não tornam seus produtos ecologicamente sustentáveis, "não causam impactos reais sobre as questões ambientais que estão tentando resolver". Para ilustrar, ela cita a produção automobilística mundial: "atualmente, apenas 12% do impacto sobre a mudança do clima em nível global causada pela indústria automobilística estão relacionados com as fábricas e 80% estão relacionados com os próprios carros".

Experiente na questão da responsabilidade socioambiental corporativa, Elisabeth esteve no Brasil lançando o livro A empresa verde (Editora Õte, 2009), reeditado pela terceira vez na França, e concedeu a entrevista, a seguir, à IHU On-Line por e-mail. As empresas devem adotar uma abordagem de "sustentabilidade 2.0", diz ela, o que significa não só assumir compromissos em relação a seus processos e sistemas internos, adotando uma abordagem de prevenção de riscos, mas ir além e tomar "a iniciativa de mudar seus produtos e serviços a fim de torná-los todos ecologicamente mais responsáveis". Para isso, reitera, "teremos de nos concentrar em redesenhar os produtos, por exemplo, em fazer o ecodesign no upstream a fim de reduzir o impacto dos produtos ao longo de todo o seu ciclo de vida, mas também, em alguns casos, trabalhar na substituição do produto por um serviço que possa ser prestado sem consumir mais recursos naturais e gerar mais lixo".

Elisabeth Laville é uma das fundadoras da Graines de Changement, que aborda temas como consumo responsável e os impactos da alimentação humana sobre o ambiente. Confira a entrevista.




IHU On-Line - O que a senhora entende por empresa verde? Quais devem ser as características dessa empresa?


Elisabeth Laville - Para mim, empresa verde é uma empresa verdadeiramente ecológica e comprometida em tornar suas atividades compatíveis com a proteção do meio ambiente. Essencialmente, isso significa não só ter atividades corporativas filantrópicas de caráter ecológico (por exemplo, apoiar financeiramente causas ecológicas através de uma fundação corporativa ou programas de doações específicas), não só tornar suas atividades industriais e sistemas de gestão ecologicamente sustentáveis (por exemplo, comprometer-se com a certificação da ISO 14001 para plantas industriais, e talvez também na cadeia de fornecedores, cumprir a legislação ambiental já existente e a futura, nomear gerentes dedicados a questões ambientais, redigir políticas corporativas sobre o meio ambiente ou sobre uma cadeia de fornecedores "responsável", subscrever códigos de conduta corporativos, como, por exemplo, o Pacto Global da ONU, e produzir relatórios ambientais), mas também, e, principalmente, comprometer-se em tornar ecologicamente sustentáveis 100% de seus produtos num futuro próximo. Isto é um fator-chave porque, em muitos mercados, se as empresas não tornam seus produtos ecologicamente sustentáveis, não causam impactos reais sobre as questões ambientais que estão tentando resolver. Por exemplo: atualmente, apenas 12% do impacto sobre a mudança do clima em nível global causada pela indústria automobilística estão relacionados com as fábricas e 80% estão relacionados com os próprios carros.

Portanto, por que esse setor todo se concentrou durante anos na melhoria do desempenho ambiental de suas fábricas e muito poucos fabricantes trabalharam de fato no desenvolvimento de novas tecnologias para tornar os carros menos poluentes, como a Toyota vem fazendo com a tecnologia híbrida? Isto é o que chamo de abordagem de "sustentabilidade 2.0", pela qual as empresas não só assumem compromissos em relação a seus processos e sistemas internos, adotando uma abordagem de prevenção de riscos, mas vão além disso e tomam a iniciativa de mudar seus produtos e serviços a fim de torná-los todos ecologicamente mais responsáveis. Por exemplo, a Philips anunciou, em 2007, que em 2012 os produtos ecológicos responderiam por 30% de seu faturamento e, desde que assumiu esse compromisso, quase todos os seus novos produtos de fato têm um valor agregado e posicionamento ecológico (lâmpadas de LED para decoração de interiores etc.). Não estamos falando aqui de produtos para "nichos" pequenos, e isto está acontecendo rapidamente em muitos países diferentes.

A Marks & Spencer, com seu Plano A, de cinco anos de duração, lançado em janeiro de 2007, escolheu cinco temas e 100 compromissos com a sustentabilidade do mainstream em suas práticas diárias e nos produtos que vende (100% de chá/café/algodão orgânico/de comércio justo em 2012, 100% de ovos de galinhas criadas em liberdade nas embalagens de ovos, mas também em todos os tipos de massas com ovos, 100% de tinturas ecológicas para roupas etc.). E, naturalmente, a Toyota, que desenvolveu a tecnologia híbrida antes de seus concorrentes, de modo que ela agora é proprietária de todas as patentes dessa tecnologia, e que também se comprometeu em desenvolver o mercado e provar que esse carro ecológico, menor e menos sexy do que qualquer carro tradicional pelo mesmo preço, é, na verdade, mais inteligente, mais sofisticado, mais adaptado ao mundo de amanhã e até mais sexy desde que Leonardo di Caprio está dirigindo um carro desses! Essas empresas estão abrindo o caminho: elas provam que é possível integrar sua estratégia de sustentabilidade e sua estratégia de negócios, acreditam que uma empresa só tem os clientes que merece, que você tem de tornar seu mercado disposto ou pronto, em vez de esperar até que ele esteja disposto ou pronto. Elas provam que a sustentabilidade também tem a ver com oportunidades de mercado, e não só com mais regulamentações e barreiras.



IHU On-Line - Quais serão, em sua opinião, os rumos e implicações do desenvolvimento sustentável, partindo do ponto de vida da gestão ambiental?


Elisabeth Laville - No futuro, é claro que teremos de ser muito bons na melhoria do impacto ambiental dos processos industriais, mas, antes de mais nada, teremos de nos concentrar em redesenhar os produtos, por exemplo, em fazer o ecodesign no upstream a fim de reduzir o impacto dos produtos ao longo de todo o seu ciclo de vida, mas também, em alguns casos, trabalhar na substituição do produto por um serviço que possa ser prestado sem consumir mais recursos naturais e gerar mais lixo. Um bom exemplo disso é o compartilhamento de carros, que está se desenvolvendo no mundo todo e tem um impacto muito forte sobre o meio ambiente: em vez de ser dono de um carro, você apenas paga uma assinatura anual de um serviço e só ganha um carro quando precisa dele, mesmo que seja só por uma hora - e paga de acordo com o tempo que gasta com o carro. Afinal de contas, de acordo com pesquisas de mercado, cada veículo compartilhado tira 20 carros da estrada à medida que os membros vendem suas quotas de uso ou decidem não comprar novas. As pessoas que compartilham carros economizam em média $ 600 por mês, também afirmam que reduzem o número de quilômetros que rodam em 44%, e levantamentos feitos na Europa mostram que as emissões de CO2 estão sendo reduzidas em até 50% por usuário. Atualmente a TI é um mercado florescente, e não admira que players importantes, como a Hertz, estão entrando nele agora.



IHU On-Line - Que práticas e hábitos desenvolvidos pelas empresas ainda precisam ser mudados para de fato construir uma sociedade sustentável?


Elisabeth Laville - Acho que as quatro questões e focos mais importantes para as empresas nos próximos meses e anos deveriam ser:

1) como a sustentabilidade está embutida em sua área de pesquisa e desenvolvimento e em sua estratégia de inovações?

2) que mudanças precisam ser feitas em seu modelo de negócios a fim de torná-lo 100% compatível com o desenvolvimento sustentável?

3) o que é longo prazo para nós e quais são os cenários que construímos sobre a forma como a sustentabilidade irá afetar e mudar nosso mercado? e

4) como embutimos a sustentabilidade em nosso sistema de incentivos/avaliação, bem como em nosso scorecard corporativo (se é com isso que têm a ver os negócios, então isso tem de estar embutido nessas ferramentas-chave para orientar uma empresa).

Como se pode depreender de meu exemplo do compartilhamento de carros, a sustentabilidade tem a ver com a mudança radical de muitos mercados, e as empresas que forem incapazes de prever essas tendências talvez sofram muito nos anos vindouros. E há muitas empresas, inclusive empresas grandes, que não tomam tempo para desenvolver uma visão de longo prazo de seus mercados e produtos ou que ainda acham que não importa que sua estratégia de sustentabilidade não esteja relacionada com sua estratégia de negócios, desde que tenham efetivamente uma estratégia de sustentabilidade que possa mostrar a jornalistas, agências classificadoras de sustentabilidade etc. Como você pode imaginar, não acredito que isso ainda seja relevante.



IHU On-Line - As instituições de fato estão preocupadas com a questão ambiental?


Elisabeth Laville - A melhor maneira de mostrar que elas estão verdadeiramente preocupadas seria fazer exatamente o que é necessário que as empresas façam, isto é, integrar a sustentabilidade em seu modelo de negócios (mesmo que não estejam ganhando nenhum dinheiro - estou me referindo a não ter uma estratégia de sustentabilidade à parte de sua estratégia de negócios, "séria"), em seus principais processos de tomada de decisões e na forma como avaliam seu impacto. Até agora elas - ao menos não todas elas - não estão tomando visivelmente esse caminho. Ainda assim, existe uma consciência crescente de que as restrições ambientais serão reforçadas ano após ano no futuro, e isto é um sinal de que as instituições estatais estão avançando rapidamente na direção certa.



IHU On-Line - Em tempo de crise econômica, quais são as possibilidades e os limites de pensar uma economia que leve em conta a sustentabilidade?


Elisabeth Laville - Creio que a crise irá fomentar a sustentabilidade. É interessante que ninguém parece realmente enfrentar a questão principal da atual recessão, que tem a ver com o fato de o mundo financeiro estar totalmente desconectado da economia real e, por conseguinte, também de regras éticas (daí os empréstimos sem garantia, em que os bancos emprestaram dinheiro para ajudar pessoas pobres a comprar sua casa, desconsiderando o fato de que essas pessoas poderiam acabar ficando numa situação financeira difícil,apenas porque achavam que poderiam ganhar até mais dinheiro tomando as casas e as revendendo!). Mas as tendências no consumo, por exemplo, estão fazendo pressão na direção certa: as pessoas têm menos dinheiro e querem gastá-lo de maneira mais sábia, preferindo, por isso, produtos duráveis ou até consertáveis, tendem a alugar produtos como um serviço em vez de comprá-los (as bicicletas do programa Vélib em toda a Paris podem ser usadas livremente mediante a aquisição de um cartão pelo qual se paga uma assinatura anual), querem comprar diretamente do produtor (especialmente comida; assim, sua comida fica mais barata, mas também local e sazonal, o que também é melhor para o planeta), compram bens de segunda mão (veja a tendência nas roupas clássicas), que é outra forma de aumentar a vida útil dos produtos etc. E na França, por exemplo, os mercados de "produtos responsáveis" (alimentos orgânicos, provenientes de comércio justo, carros mais ecológicos, painéis solares, detergentes ecológicos etc.) são os únicos que ainda estão crescendo a taxas muito boas. Assim, as empresas, em busca de novas alavancas de crescimento, estão entendendo o recado e se dispondo a mudar sua estratégia.



IHU On-Line - É possível conciliar crescimento econômico e sustentabilidade? Qual é a sua proposta?


Elisabeth Laville - Para mim, é 100% possível reconciliar o crescimento econômico e a sustentabilidade, desde que tiremos proveito do poder das empresas para atacar os difíceis desafios sociais e ambientais de nossa época. Há reais oportunidades de mercado na tentativa de resolver os principais problemas ambientais. Tomemos a construção sustentável como exemplo: a indústria da construção responde por cerca de 40% das emissões de CO2 no mundo inteiro, da geração global de lixo e do consumo global de recursos naturais. E muito pouco foi feito: agora sabemos que temos de mudar a forma como construímos e operamos os prédios, sejam eles moradias de caráter social, sedes de empresas ou escolas. E há muito dinheiro a ser economizado nesse caminho, muitas inovações a serem desenvolvidas e muitos benefícios humanos também: por exemplo, a maior produtividade humana (porque as pessoas trabalham melhor quando têm iluminação natural e não sofrem da "síndrome do edifício doente" por causa da poluição do ar dentro dele) é, de longe, a principal fonte de benefícios financeiros relacionados aos escritórios ecológicos, respondendo por 70% do total de benefícios (só 11% estão relacionados à economia de energia); e, do lado do emprego, na Alemanha já foram criados 60 mil novos empregos para a gestão alternativa da água em prédios e cidades (colher água da chuva para dar descarga nos vasos sanitários, irrigar os jardins etc.). É todo um mundo novo de oportunidades.







* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários.


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *



Resiliência: A Arte de Recomeçar



Resiliência: A Arte de Recomeçar
Jô Furlan - OGerente.com - 05/11/2009
http://www.ogerente.com.br/

Realmente me impressiona como a sabedoria popular é capaz de falar sobre questões que podem ser chamadas de atemporais. Uma em especial tem chamado minha atenção. Após a sua eleição à presidência dos EUA, Barak Obama em seu discurso de posse falou ao mundo sobre a grande capacidade de resiliência do povo americano. Nesse momento esse termo se tornou popular. Mas o que é essa tal de resiliência que agora todo mundo começou a falar? Recordo-me da primeira vez que ouvi esse conceito, em 2002, apresentado por Maurício Sita na época editor da Revista Vencer, atualmente a frente da Revista Ser Mais. Na época parecia uma palavra diferente para explicar um conceito incomum. Pensei ser mais um modismo da área de gestão, como tantos outros que havíamos conhecido. Você se recorda da reengenharia e por ai vai... Mas na verdade o que ocorreu foi a criação de um termo para traduzir um padrão de comportamento extremamente importante. Uma música com mais de 50 anos, chamada "Volta por Cima" de Paulo Vanzolini, já trazia a resiliência como tema, e ainda hoje é cantada com empolgação pelo público. Constato isso em algumas de minhas palestras. Você também deve se lembrar:


"Levanta sacode a poeira e da a volta por cima".


O que essa sabedoria popular está falando nada mais é que a essência dessa tão famosa resiliência. Trata-se da nossa capacidade de continuar, a despeito das situações adversas, problemas ou desafios envolvidos. Se existe um povo que é resiliente é o povo brasileiro. É impressionante a capacidade que temos de superar, levantar e continuar. Às vezes, como especialista em comportamento, fico em dúvida sobre a perigosa associação da resiliência com a passividade e acomodação vista em especial nos últimos anos. Espero, mais que isso, desejo que com o passar do tempo possamos nos tornar ainda mais resilientes, porém também mais assertivos e comprometidos com aquilo que desejamos.

O insucesso é uma parte relativamente comum do caminho de qualquer profissional. Costumo brincar dizendo: quem disser que nunca teve um insucesso, de duas uma: nunca vez nada na vida ou está mentindo.

Só existe fracasso quando desistimos ou não aprendemos nada. Havendo no mínimo um pequeno aprendizado, então não ouve fracasso, mas sim um insucesso. Você pode dizer que é apenas uma questão semântica ou linguística. Mais que isso é uma questão de neurociência cognitiva. As áreas cerebrais ativadas por cada palavra são completamente diferentes, limitadoras ou estimuladoras dependendo assim do padrão da sua linguagem.

Faça da resiliência uma característica pessoal e desfrute de todos os benefícios dessa virtude em sua vida. Ela pode ser aprendida e desenvolvida. Só depende de você!



* * * * * * * *









* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários.


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *


Palestinianos acusam os EUA de matar as perspectivas de paz



Palestinianos acusam os EUA de matar as perspectivas de paz
Esquerda.Net - 01/11/2009
http://www.esquerda.net/



Hillary Clinton foi ao Médio Oriente apoiar o primeiro ministro de Israel, Benjamin Nethanyahu.


Hillary Clinton foi ao Médio Oriente apoiar a posição de Israel de negociações de paz sem suspensão da ampliação dos colonatos. Os palestinianos consideram que este apoio dos Estados Unidos pôs fim a qualquer esperança na reactivação das negociações de paz. O primeiro-ministro israelita Benjamin Nethanyahu regozija.

Numa visita de um dia ao Médio Oriente, a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton enterrou o processo de paz e matou as ilusões dos palestinianos nas promessas de Obama.

Obama tinha defendido o fim da construção de novos colonatos por parte de Israel e convenceu o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, a reunir com Nathanyahu. Posteriormente Obama pediu apenas a suspensão na construção dos colonatos e agora, na sua visita de um dia, Hillary Clinton considerou que a ampliação dos colonatos não deve impedir o reinício das negociações, apoiando assim a posição do governo israelita de direita e extrema direita contra os palestinianos.

"As negociações estão paralisadas, e o resultado da intransigência de Israel e do retrocesso dos EUA é que não há esperanças de negociações no horizonte", disse o porta-voz de Abbas, Nabil Abu Rdainah. Disse ainda que os palestinianos estão a pedir à Liga Árabe que formule "uma posição palestiniano-árabe unificada" sobre o processo de paz paralisado.

Um antigo ministro palestiniano, Ziad Abou Zayyad, declarou: "A atitude da administração Obama é uma enorme decepção. É a prova de que esta administração não é diferente das anteriores".

Cerca de 300.000 israelitas vivem nos colonatos da Cisjordânia e perto de outros 200.000 na parte oriental de Jerusalém, conquistada e anexada em 1967. A comunidade internacional nunca reconheceu as anexações e considera todos os colonatos ilegais.

O governo de Israel apoia a ampliação dos colonatos, tendo já decidido a construção de mais cerca de três mil unidades habitacionais para colonos na Cisjordânia.

Os israelitas regozijam com a reviravolta da administração norte-americana, tendo o vice ministro dos Negócios Estrangeiros, Danny Ayalon, declarado mesmo: "Está provado que os Estados Unidos são os nossos melhores amigos e que a atitude firme de Israel sobre as suas posições é retribuída".


* * * * * * * *

Hillary Clinton e Benjamin Nethanyahu






* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários.


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *



segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Esse é o tipo de notícia que faz com que o decadente do FHC pense em se enforcar



Lula é a 33ª pessoa mais poderosa do mundo, diz ranking da 'Forbes'
BBC Brasil - Revista Forbes - 12/11/2009
http://www.bbc.co.uk/portuguese/


Lula governa maior produtor de alimentos do mundo, diz a revista.


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva é a 33ª pessoa mais poderosa do mundo, segundo um ranking preparado pela revista americana Forbes e divulgado nesta quinta-feira.

O ranking completo, com 67 nomes, traz ainda o governador do Mato Grosso, Blairo Maggi, que é o maior produtor mundial de soja, na 62ª posição.

A lista é encabeçada pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, seguido pelos presidente da China, Hu Jintao, e pelo premiê e ex-presidente russo Vladimir Putin.

O presidente do Fed, o Banco Central dos Estados Unidos, Ben Bernanke, é considerado pela revista o 4º homem mais poderoso do mundo.

Segundo a revista, a compilação da lista tentou responder a questões como que influência as pessoas têm sobre outras, o controle que elas têm de grandes recursos financeiros e o poder que elas têm em múltiplas esferas.



Perfis

A revista justifica a escolha de Lula como 33º de sua lista dizendo que ele “governa o maior produtor de alimentos do mundo, o maior exportador de açúcar, de suco de laranja, de café, de carne e de frango”.

A Forbes comenta que seu “projeto de estimação” é a exploração dos vastos campos de petróleo na costa brasileira, “tornando o país o número 1 no mercado de carbono projetado em US$ 125 bilhões”.

No perfil que faz de Blairo Maggi, por sua vez, observa que ele ajudou a fazer da soja o principal produto de exportação brasileiro, mas que foi acusado de desmatar a floresta amazônica, pelo que recebeu o prêmio “Motosserra de Ouro”, da ONG Greenpeace, em 2005.

Apesar disso, a revista observa que ele mudou sua imagem com os ambientalistas ao conseguir reduzir dramaticamente o desmatamento no Estado e ao defender uma compensação financeira para que os agricultores não desmatem a floresta.

Lula aparece no ranking pouco acima de figuras como os premiês do Japão, Yukio Hatoyama, e da Índia, Manmohan Singh, e do saudita Osama bin Laden, líder da Al Qaeda, em 35º, 36º e 37º lugares na lista, respectivamente.

Mas fica atrás de outras figuras políticas como os primeiro-ministros da Itália, Silvio Berlusconi (12º lugar), da Alemanha, Angela Merkel (15º), e da Grã-Bretanha, Gordon Brown (29º), ou do líder da Coreia do Norte, Kim Jong Il (24ª posição na lista), e até mesmo do ex-presidente americano Bill Clinton (31ª) ou do prefeito de Nova York, o milionário Michael Bloomberg, que aparece no 20º lugar.

Nos primeiros lugares da lista estão também empresários, como os fundadores do Google, Sergey Brin e Larry Page, em 5º lugar, o mexicano Carlos Slim Helu, em 6º, o magnata da mídia Rupert Murdoch, em 7º, Michael T. Duke, presidente da Wal-Mart, em 8º, e Bill Gates, fundador da Microsoft e homem mais rico do mundo, em 10º.

A Forbes observa que a lista tem um nome para cada 100 milhões de habitantes da Terra.




* * * * * * * *



Os mais poderosos do mundo:

01 - Barack Obama, presidente dos Estados Unidos

02 - Hu Jintao, presidente da China

03 - Vladimir Putin, premiê e ex-presidente da Rússia

04 - Ben Bernanke, presidente do Fed

05 - Sergey Brin e Larry Page, fundadores do Google

06 - Carlos Slim Helu, empresário mexicano

07 - Rupert Murdoch, magnata da mídia

08 - Michael T. Duke, presidente da Wal-Mart

09 - Abdullah bin Abdul Aziz al Saud, rei da Arábia Saudita

10 - Bill Gates, fundador da Microsoft

11 - papa Bento 16

33 - Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do Brasil

62 - Blairo Maggi, governador do Mato Grosso

67 - Hugo Chávez, presidente da Venezuela

Fonte: Revista Forbes







* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários.


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *




sábado, 14 de novembro de 2009

Quem Não Gosta de Carinho?



Quem Não Gosta de Carinho?


(dê dois cliques na seta acima para ver o vídeo - duração de 00:56 segundos)









* * * * * * * * * * * * * * * *

Entre no Blogger "
O Mundo No Seu Dia-a-Dia" e faça seus comentários


Atenção:

Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Retire todos os endereços dos amigos antes de reenviar.
Não use o campo "Cc" (com cópia)! Use sempre o campo "Cco" (cópia oculta) ou "Bc" (BlindCopy).
Dificulte o aumento de vírus, spams e banners.

Participe desta campanha, incluindo o texto acima em suas mensagens.

* * * * * * * * * * * * * * * *



Encontre o que você procura na caixa abaixo (pesquisa por palavras):

Receba as atualizações do Blogue "O Mundo no Seu Dia-a-Dia" diretamente em seu e-mail!

Enter your email address / Entre com o seu e-mail abaixo:

Delivered by FeedBurner

Pesquisar este blog

Amigos de bom gosto que acompanham "O Mundo no Seu Dia-a-Dia".

Arquivos do Blogue "O Mundo no Seu Dia-a-Dia".

Astronomia - Foto do Dia

Últimos Visitantes

Google+ Followers

Google+ Badge

Marcadores

0729 (3) 100 anos (1) 100 anos de idade (1) 11 de setembro (1) 25 de novembro (1) 3D (1) 6 perguntas para um consumo consciente (1) a água que consumimos sem perceber (1) a água que você não vê (1) A Excomunhão da Vítima (1) A menina que calou o mundo (1) A menina que calou o mundo em 1992 (1) A mulher é... (1) A nova pirâmide da alimentação saudável (1) A Rosa da Palestina (1) a sabedoria é uma virtude (1) A tecnologia do abraço (1) A.E.S.D. (1) AAAS (1) AACD (1) ABA (1) abate halal (1) abate humanitário (1) abate kosher (1) abate religioso (1) Abbey (1) abelhas (1) aberração da igreja (1) Abeto Vermelho (1) Abeto-falso (1) ABIN (11) abiraterona (1) aborto (6) abortos clandestinos (1) abração (2) abraço (3) abraços (1) Abrasco (1) absenteísmo (2) Abu Ghraib (3) abuso sexual (1) açaí (1) ação (1) ação contra o suicídio (1) ação voluntária (1) acessibilidade (3) acidente (1) acidente de carro (1) acidentes (1) ácido docosahexaenóico (1) ácido fólico (1) ácido graxo monoinsaturado (1) ácido graxo ômega 3 (1) ácidos graxos (1) ácidos monoinsaturados (1) ACM (2) açucar (2) açúcar (1) adoção (1) adoecimento (1) ADPF (1) advogado (1) Aécio Neves (1) Afeganistão (5) afeto (4) afetuoso (1) agenda do celular (1) agentes cancerígenos (1) agnósticos (1) agradecimento (1) agressão (1) agricultura (2) Agripino Maia (10) agronegócios (1) agrotóxicos (2) água (10) água poluída (1) água tratada (1) água tratada naturalmente (1) água-viva (1) aids (4) AIEA (1) Ailce (1) Ailce de Oliveira Souza (1) AIPAC (2) ajudar animais (1) Al Bagdadia (1) Al-Fakhura (1) Al-Jazeera (2) Al-Qaeda (5) Al-Zaidi (2) Alagoana Thaise Guedes (1) Alain Touraine (3) álcool (4) alcoolismo (2) Alcorão (1) alecrim (1) alegria (1) alerta (1) alfa-tocoferol (1) alfabetizadores (1) Alfabeto Braille (1) algemas (2) alho (1) Ali Kamel (1) Ali Mazloum (1) alimentação (14) alimentação balanceada (2) alimentação funcional (1) alimentação mediterrânea (1) alimentação saudável (7) alimento antioxidante (1) alimento funcional (1) alimento medicinal (1) alimentos (10) Alimentos como negócio (1) alimentos contaminados (1) alimentos industrializados (1) alimentos não saudáveis (1) alimentos processados (1) alimentos saudáveis (2) alimentos transgênicos (1) alimentos verdes (1) Allah (1) alma (3) Alstom (2) altruísmo (2) alumínio (1) aluno com deficiência (1) alzheimer (22) Alziro Zarur (1) ambiente de trabalho (1) Ame apenas... (1) América Latina (1) americano (1) americanos (1) amigo (2) amigos (2) Amit Goswami (1) amizade (8) amor (13) amor genuíno (1) amparadores (1) amputada (1) amputados (1) amuleto (1) Anaconda (1) analfabetismo (1) Anatole France (1) anatomia feminina (1) andar sobre as águas (1) animais (36) animais abandonados (1) animais afetuosos (1) animais doentes (1) animais idosos (1) animalzinho (1) anjo da guarda (1) anorexia (1) ANP (1) ansiedade (1) Anthony Garotinho (1) anti-inflamatórios (1) anti-intelectual (1) anti-intelectualismo (1) anti-patriotismo (1) antibacteriana (1) anticancer (1) anticoncepcionais (1) antidepressivos (1) antioxidante (9) antioxidantes (2) antioxidantes naturais (1) antitabagistas (1) anuidade (1) Anvisa (1) APAE (1) apartheid (6) apetite (1) apicultores (1) apneia (1) apoE (1) apoio mútuo (1) aposentado (1) aposentadoria (2) aposentar (1) aprender a conhecer (1) aprender a conviver (1) aprender a fazer (1) aprender a ser (1) aprendizagem (3) aquecimento global (2) ar-condicionado natural (1) Árabes (3) arapongas (2) arcebispo (1) Arena (1) Arma de Instrução em Massa (1) Arma de Instrução Massiva (1) Arma de Instrucción Masiva (1) armação (1) armamentismo (1) armas (3) armas nucleares (2) aromatizante (1) aromatizantes (1) arranjos familiares (1) arte (1) Arthur Schopenhauer (1) Arthur Virgílio (2) artificialidade (1) artrite (1) Artur da Távola (1) árvore (3) árvore mais antiga (1) asfalto (1) Asklan (1) asperger (1) aspirina (7) assassinatos (3) assassino (1) assassino do século (2) assassinos (1) assédio moral (1) assentamentos (1) assertividade (1) Assis (1) Associação Espanhola de Síndrome de Down (1) astronauta (1) astronomos (1) ateísmo (1) atencao (1) ateus (4) atirou sapato (2) atitudes simples (1) atividade fisica (1) atividade física (6) atividades físicas (1) atos secretos (2) atração invisível (1) atributo (1) atrocidade (1) atrocidades (5) atrocidades linguísticas (1) aumenta o HDL (1) Auschwitz (1) Autismo (3) autismo internacional (1) auto-exame (1) auto-exame de mama (1) autocompreensão (1) autoestima (2) automoveis (1) autoridade eclesial (1) AVC (3) Awaga (1) azeite (5) azeite de oliva (1) azuleno (1) B12 (1) babá (1) Baby Down (1) bacterias (2) bactérias (1) baixa (1) baixo QI (1) baleeiros (1) baleia (1) Baltasar Garzón (1) Banco Ambrosiano (1) bancos (2) banho de assento (2) banqueiro (12) Barack Obama (5) Barão de Montesquieu (1) Barbara Oakley (1) barbarie (3) barbárie (2) barganha (1) base genética (2) batalha (1) batalha de Gaza (1) batata frita (1) Batman (1) BDS (3) bebê (1) beber (1) bebidas açucaradas (1) beijo (2) beleza (2) belicismo (1) belicosos (1) bem-estar (1) bem-estar psicológico (1) Bendito aquele que semeia livros (1) benefício legal (1) benefícios (1) benefícios para a saúde (1) Benjamin Netanyahu (1) bens materiais (2) Bento (1) Bento 16 (1) Bento XVI (4) Bertrand Russel (1) Bertrand Russell (1) besteirol (1) beterraba (1) Bezerra de Menezes (1) Bíblia (1) bichinho (1) bichinhos (2) bichos (1) bicicleta (1) Billie (1) Bin Laden (4) biodegradaveis (1) biodiversidade (1) bioengenharia (1) biofabricação (1) biomarcadores (2) biomateriais (1) Bion (1) biotecnologia (1) bipolar (3) bipolaridade (4) bispo (1) Bispo Dom José (1) blasfêmia (1) blitzkrieg (1) blog (1) blogesfera (1) bloqueio (1) bloqueio econômico (1) boa gordura (1) boas energias (1) boicote (6) Boicote - Desinvestimento - Sanções (2) boicote a israel (2) bolinada (1) bolinha de papel (1) Bolívia (1) bom exemplo (1) bombardeio (1) bombardeios (1) bombas de fósforo branco (1) bombeiro (1) bondade (2) Bosnia (1) botafogo (1) Boteco Sao Bento (2) BPC (1) Braga (2) braille (2) Brilhante Ustra (1) brincadeira de criança (1) brocolis (1) brócolis (1) bucha de canhão (1) bulimia (1) bullying (2) buraco negro (1) burguesia (1) bursite (1) busca (1) buscar a felicidade (1) Bush (16) butaneses (1) Butão (1) cabeça cética (1) cabeça supersticiosa (1) caçador de executivos (1) Cacciola (1) cachorro (21) cachorros (1) cadeira de roda (1) cadeirantes (2) cadela (4) cadelinha (1) cadelinha Abbey (1) Cadernos de Saúde Pública (1) cádmio (1) caes (2) cães (1) cafaleia (1) cafe (2) café da manhã (3) cala a boca FHC (2) calendário de safras (1) caloria (1) calorias (2) calorias vazias (1) calote (1) caluniador (4) camada de ozônio (1) camadas (1) Camboja (1) camburão (1) caminhada (3) caminhadas (1) caminhão (1) caminhar (1) caminhos (1) camiseta molhada (1) camisinha (1) camisinhas (1) campanha (1) Campeão Mundial dos Agrotóxicos (1) campos de refugiados (1) campos magnéticos (1) câncer (47) câncer de cólon (1) câncer de mama (3) câncer de mama em homens (1) câncer de pâncreas (2) câncer de próstata (3) câncer de testículo (1) câncer em homens (1) Candomblé (1) canela (1) cansaço visual (1) cansei (2) Cantiga Iorubá (1) Canto para Oxalá (1) canudinho (1) cao (3) cão (5) cãozinho (1) capacidade anticancerígena (1) capacidade mental (1) capitalismo (5) carboidratos (3) carboidratos complexos (3) carbono (2) Cardeal (1) carinho (3) Carla Gallo (1) Carlos Rodenburg (1) Carlos Sampaio (1) Carly Fleischmann (1) carne (12) carnificina (6) carnívoro (1) carros (1) cartilha (1) cartilha de segurança (1) cartunista (1) Carvalho (1) casais (1) casais homossexuais (1) casal (1) casamento (1) Casem Mazloum (1) caserna (2) Cast Lead (3) castanho (1) Castro (1) Castro Alves (1) causa palestina (1) causaereo (1) Cazuza (1) CDF (1) cegar (1) cegueira (1) cegueira ideológica (1) cegueira norteamericana (1) Celso de Mello (1) Celso Pitta (1) celular (8) celulares (1) celulares e câncer (1) células cancerosas (2) células nervosas (1) censura (1) centenarianismo (1) centenários (1) cerebro (8) cérebro (2) CERT (1) ceticismo (1) céu (1) Cezar Peluso (1) cha (4) chá de camomila (1) chá de jasmim (1) cha verde (6) chá verde (1) chacina (1) charge (1) charges (1) Charity Water (1) Charlie Hebdo (2) charme hipnótico (1) chás (1) chás para a saúde (1) Chatila (1) chaves (1) cheiro (1) Cheney (1) Chico Mendes (3) Chico Xavier (4) chimpanzé (1) China (10) chineses (2) choro (1) chumbo (1) chuva (1) CIA (1) cibercrime (1) ciclo da água (1) cidadãos (1) ciencia (1) ciência (3) Ciencia Hoje (2) Ciência Hoje (1) CienciaHoje (1) CIEx (1) cigarro (10) cinismo (3) circuitos (1) Cisjordânia (5) Citibank (1) citocinas (1) classe trabalhadora (1) Claudio (1) Claudio Lamachia (1) clientes (1) clima (2) CNBB (3) CNJ (5) cobertura (1) cobre dos políticos (1) cocaina (2) código de barras 0729 (3) código de conduta (1) códigos de convivência (1) coelho (3) colesterol (5) colesterol bom (1) colonialistas (3) colonos (1) combater a ignorância (1) comer (1) comercial (1) como dar prazer a uma mulher (1) compaixao (1) compaixão (4) compartilhar (1) competição (1) Complexo Militar-Industrial (1) comportamento manipulativo (1) comportamento perverso (1) compostos bioativos (1) compostos fenólicos (1) COMT (1) comunicação assertiva (1) condenacao (1) Condepe (1) conflito ético (1) Congregação para a Doutrina da Fé (1) Congresso (3) conhecimento (2) conhecimento científico (1) conífera (1) Conjur (1) conquistar (1) consciência (3) consciência planetária (1) consciente coletivo (1) conscientização (1) conselho (1) conservacionista (1) conservantes (1) conspirar (1) consumir (1) consumismo (1) consumo (1) consumo consciente (2) consumo de água (1) consumo de água potável (1) contaminação (1) contato telefônico (1) contribuintes (1) controlar (1) controle da fertilidade (1) controle de natalidade (1) Convenção de Genebra (2) convivência (1) cooperativas populares (1) coordenação motora (1) Copa (1) coracao (4) coração (3) coragem (1) corantes (1) cordel (1) córnea seca (1) coronéis (3) coronel (1) corrupcao (1) corrupção ativa (1) corruptor (7) Corte de Nova York (1) córtex cerebral (1) corticais (1) covardes (1) CPI (1) CPMF (1) CQC (2) crackers (1) Cratod (1) cravo-da-índia (1) crença (2) crescer (1) criacionismo (3) criador (1) criadores (1) criança (3) criancas (2) crianças assassinadas (1) crianças cruéis (1) crianças más (1) crianças perversas (1) criatividade (1) crime (1) crime de colarinho branco (1) crime do colarinho branco (7) crime hediondo (4) crimes (3) crimes contra a humanidade (6) crimes de guerra (13) crimes de lesa humanidade (7) crise (3) crises de depressão (1) Cristo (1) cromossomo (1) crossdresser (1) crueldade (7) Cruz Vermelha (1) CSP (1) Cuba (1) Cuiabá (3) cuidados paliativos (4) culinaria (1) cultivos transgênicos (2) cultura (1) cumplicidade (1) cura (2) cúrcuma (1) curdos (1) curry (1) Curveball (1) CVC Opportunity (1) CVM (3) Dalai Lama (1) Dalmo Dallari (4) Daniel Dantas (68) Daniel Kobialka (1) danos morais (1) danou-se (1) darma (1) datas comemorativas (1) Davi (1) David Hume (1) debates eleitorais (1) decadência (3) decadencia americana (1) decadência americana (1) decadência moral (1) decadente (1) decadentes (1) declaracao (1) dedicação (1) dedo indicador (1) defensor do banqueiro (1) defesa do consumidor (1) deficiência de nutrientes (1) deficiência de vitamina (1) deficiencia fisica (1) deficiência física (1) deficiencia visual (1) deficiências nutricionais (1) deficiente visual (1) Deir (1) delação (1) delação premiada (1) DEM (15) demencia (1) demência (4) Demóstenes Torres (6) dengue (1) dentes (1) Denver Nuggets (1) dependentes (1) depressão (10) depressão feminina (1) depressão masculina (1) depressão pós-parto (1) depressão pós-parto masculina (1) depressivo (1) depressivo crônico (1) derrame (3) derrocada militar (1) derrocada moral (1) derrocada política (1) derrota americana (1) desacoplamento (1) desaparecido (1) desapego (1) desapego emocional (1) desaponsentado (1) desaposentação (1) desaposentadoria (1) desaposentar (1) desaprender (1) descendente de escravos (1) descoincidência (1) descomemorar (1) descomemorar o aniversário (1) descrença (1) desembargador (1) desempenho (1) desemprego (1) desencarne (1) desencarnou (1) desflorestamento (1) design inteligente (2) desigualdades (4) desinformacao (1) Desinvestimento (2) desligamento emocional (1) desobediência (1) desobediência civil (1) desonestos (2) desordem mental (1) despedida (1) desprovidos de consciência ética (1) destino (1) desumanização (1) Deus (9) deus feroz (1) Deus Polinésio (1) deus rancoroso (1) dez mandamentos (1) dez mandamentos contra o câncer (1) Dharamsala (1) dharma (1) diabetes (4) diabo (1) diagnóstico molecular (1) diagnóstico precoce (1) Diamantino (3) Diario da Saude (1) diáspora (1) dica legal (5) dicas (6) dicas legais (2) dicas nutricionais (1) Dick Cheney (3) dieta (2) dieta inadequada (1) dieta mediterrânea (3) diferentes significados (1) dignidade (4) dignificando a mulher (1) Dilma Rousseff (4) diminui o LDL (1) Dimof (1) dinastias (1) dinheiro (2) dinitrofenol (1) Diogo Briso Mainardi (4) Diogo Mainardi (12) direção (1) direito (1) direito de família (1) direito internacional (1) direitos básicos (1) direitos civis (1) direitos do consumidor (3) direitos dos animais (1) direitos humanos (12) direitos sociais (1) dirigir (1) Disque Vida (1) disseminar o conhecimento (1) dissimulado (2) distração (1) distúrbio (1) distúrbio de personalidade (1) ditado chinês (1) ditadores (1) ditadura (3) Divaldo Franco (2) diversidade (1) divindade (4) divindade de bom humor (1) DNA (2) doação de cabelos (1) doação de órgãos (1) doador (1) dobermann (1) doença de alzheimer (3) Doença de Parkinson (1) doença pulmonar obstrutiva crônica (1) doencas (1) doenças (2) doenças afetivas (1) doenças cardiovasculares (1) doenças da modernidade (1) doenças incuráveis (1) doenças neurológicas (1) doente terminal (1) dogmas (1) Doha (2) DOI-Codi (1) Dom Geraldo Lyrio Rocha (1) Dom Geraldo Majella Agnelo (1) Domenico De Masi (1) Domingos Pellegrini (1) Donald Ritchie (1) dons criativos (1) dopamina (1) DOPS (1) dor (4) dor de cabeça (1) dor fantasma (1) dor nas costas (1) Dora (1) dormir (1) Dossiê Abrasco (1) Dossiê Daniel Dantas (2) Dossiê Dantas (1) Dossiê Israel (1) dossies (1) DPOC (1) DQO (1) Drauzio (7) Drauzio Milagres (7) drogas (4) DST (2) Dwight Eisenhower (1) é fria (1) Eco92 (1) ecologia (2) ecológica (1) ecologico (1) economia (2) Eduardo Cunha (1) Eduardo Silva Purper (1) Eduardo Suplicy (1) educacao (6) educação (6) educação emancipatória (1) Edward Said (1) EEG (1) efeito estufa (1) efeitos perniciosos (1) ego (1) egoísmo (1) Eisenhower (1) El Fatah (1) eleiçoes (1) eletricidade (1) Elione Medeiros (7) elite (1) elite branca (3) Ellen Gracie (4) Elliot Berry (1) Elyxium (1) em nome da liberdade (1) emagrecer (1) emagrecimento (1) emergência (1) emergentes (1) emissor (1) emoções (1) empatia (1) empobrecimento dos solos (1) emprego (2) empresa (1) encontro (1) endorfina (1) energia (13) energia mental (1) energias (3) energias positivas (1) ensino especial (1) envelhecer (3) envelhecimento (11) envelhecimento precose (1) envelhecimento saudável (2) envolvimento (1) enxaqueca (1) enzima MAO-A (1) epigalocatequina (1) Epilepsia (1) Epoca (1) EQM (2) Equador (1) equipes de socorro (1) ergonomia (1) Eros Grau (2) erosão (1) erotismo (1) erros (2) ervas (1) escaleno (1) esclerose mental (1) Escola St. John´s (1) esconder a realidade (1) esconderijo (1) escravas (1) escravidão (2) escravos (1) escuro (1) escutas (1) escutas telefônicas (1) escutatoria (1) esgoto (1) esgoto doméstico (1) especiarias (1) esperteza animal (1) Espiritismo (8) espírito (1) espiritual (1) espiritualidade (16) esporte (1) esposa (1) Espruce-da-Noruega (1) Espruce-europeu (1) esquecimento (3) esquecimento masculino (1) esquilo (1) esquizofrenia (3) essa moda pega (1) essencial (1) estabilidade emocional (1) Estadao (1) estado (1) Estado de Direito (1) Estado de Exceção (1) estado de não-compreensão (1) estado de não-perdão (1) Estado Palestino (4) Estado Terrorista (3) estado vegetativo (1) Estatutos do Natal (1) estilo de vida (3) estilo de vida mediterrâneo (1) estrada (1) estrela (1) estrela guia (1) estrogênio (1) estruturas biomateriais (1) estupidez (1) estuprada (1) estupro (2) estupros (1) etaria (1) etica (11) ética (5) Etiópia (1) eu descendo de seres humanos (1) eu-eu (1) EUA (44) eugenia (1) eutanásia (1) evangelicos (1) evangélicos (2) evasão de divisas (1) Evie (1) Evil Genes (1) evita dengue (1) evita malária (1) evolução (2) evolucionismo (2) ex-ditador (1) excito-toxina (1) excomungar a vítima (1) excomunhão (3) Excomunhão da Vítima (1) exercício (1) exercício aeróbico (1) exercício físico (2) exercicios (1) exercícios (3) exercícios e remédios (1) exercito (2) exército (2) exercito brasileiro (2) exército brasileiro (2) existencial (1) exoesqueleto (1) expectativas (1) experiência de quase-morte (1) experiências de vida (1) exploradores (3) extermínio (2) extremismo religioso (1) Fabio (1) faixa (1) Faixa de Gaza (7) família (1) família Mendes (3) família monoparental (1) fanatismo (1) FAO (1) Fapesp (8) farmaco (1) farsa (2) fase eufórica (1) FAT (1) fator genético (1) fatores geneticos (1) fatwa (1) fauna (1) Fausto de Sanctis (26) fazer o povo pensar (1) FBS-Friboi (1) febre amarela (1) federal (1) feedback (2) felicidade (11) felicidade idealizada (1) Felicidade Interna Bruta (1) felino (3) feliz (1) Feliz Natal (1) Ferabolli (1) fermento (3) Fernanda Gaona (1) Fernando Henrique Cardoso (33) ferrou (1) feto (1) FHC (42) FIB (3) FIB X PIB (1) filhos (1) filhotes (1) filme (1) filme sobre a vida de Chico Xavier (1) filme sobre a vida do médium Chico Xavier (1) filtração (1) filtro (1) filtro completo (1) fina (1) financeiro (1) Fisco (1) fisica (2) física espiritual (1) Fisk (2) fitoquímicos (1) fitoterapica (1) flamengo (1) Flint (1) flor (1) florestas (2) fluência verbal (1) fluminense (1) FMI (2) Foehn (1) fofinho (1) fogo (1) folato (1) Folha de Sao Paulo (1) fome (7) fome oculta (1) foraglobo (3) foraglobogolpista (2) forcas armadas (1) fortalece o sistema imunológico (1) fósforo branco (3) fotos (2) Francis Bacon (1) Francisco (1) Francisco Candido Xavier (2) Francisco Cândido Xavier (1) Francisco de Assis (1) Francisco Ferreira Mendes (3) fratura (1) fraude (2) fraudes (2) Friboi (1) FRM (1) frutas (5) fudeu (1) fumaça alheia (1) fumaça por tabela (1) fumante (1) fumante passivo (2) fumantes (6) fumantes passivos (1) fumar (2) fumo (11) fumo passivo (3) funcoes (1) Fundação Oswaldo Cruz (1) Fundação Roberto Marinho (1) fundamentalismo (1) fundamentalismo religioso (1) fundo equity (1) fungos (3) FUNNU (1) furão (1) futebol (1) futuro (2) Gabassi (1) Gabriel (1) Gabriela Cupani (1) Gaia (1) galinha (1) ganancia (3) ganância (3) Gandhi (1) Garzón (1) gasto energético basal (1) gastronomia (1) gastronomia molecular (1) gata (2) gato (10) gatos (2) gay (3) gays (3) Gaza (47) gel (1) gelatina (1) gene (1) gene altruísta (1) gene COMT (1) gene p21Ras (1) General Augusto Pinochet (1) genero (1) generosidade (1) genes (1) genes do mal (1) genética (1) genocida (1) genocidio (9) genocídio (29) genoma (1) geoprocessamento (1) George Bush (17) George Kelling (1) gestao (1) gestos emocionais (1) Ghent (1) Gibran (1) Gibran Khalil Gibran (1) Gilmar Mendes (69) ginseng (1) ginseng brasileiro (1) Gladiadores do Altar (2) glândula (1) GLBT (1) glicemia (2) glifosato (1) globalizacao (1) globalização (3) Globo (3) globogolpista (3) Globonews (3) glutamato de sódio (1) glutamato monossódico (1) glutamina (3) glúten (4) GMS (1) Gnosis Editorial (7) golfinho (3) golpe (3) golpe 2016 (1) golpista (6) golpistas (1) golpistas 2016 (1) gordura (3) gordura branca (1) gordura marrom (1) gordura trans (4) gordura vegetal (1) gorduras (3) gorduras monoinsaturadas (1) gorduras no sangue (1) gorduras saturadas (1) governo americano (1) governo que massacra civis (1) graciosidade (1) grampo (3) grampo telefônico (2) grampos (4) gratidão (1) gratificação total (1) grave (1) gravidez (1) Greenhagh (1) Greenhalgh (1) Greenpeace (1) gripe (1) GSI (1) Guantanamo (2) Guantánamo (2) guerra (13) guerra de mentira (1) guerra no Afeganistão (1) guerra no Iraque (2) Guilherme (1) Guilherme Pavarin (1) gurus (1) Gush Shalom (1) H1N1 (1) habeas corpus (25) hábito de exercitar (1) Hamas (25) hands free (1) Hans Küng (1) HDL (4) headhunter (1) hegemonia chinesa (1) Helmer Fernandes (1) hemorragia (1) Heráclito Fortes (3) herbicidas (1) heroína (1) hetero-friendly (1) heterossexuais (1) heterossexual (1) Hezbollah (3) hidrogenação (1) hidroponia (1) Himalaia (1) hipertensão (1) hipocrisia (3) história (2) HIV (2) Hizbollah (1) Holocausto (23) homem (4) Homem Aranha (1) homem e mulher (1) homenagem a mulher (1) homens (3) Homo Ignobilis (1) homoafetiva (1) homoerotismo (1) homofobia (12) homofóbico (1) homossexuais (8) homossexual (3) homossexualidade (8) homossexualismo (1) honestidade (2) hormônio do amor (1) hormônio do prazer (1) hormônios (1) horror (1) hospitais (1) hostilidade geral ao conhecimento (1) HSM (1) HSM Online (1) Hubble (1) Hulk (1) humana (1) humanidade (3) humor (15) humor instável (1) huskies (1) IBDP (1) ibope (2) Ibrahim (1) idade (1) identidade judia (1) IDF (1) IDH (2) idosos (9) IDP (6) ignorância (1) Igreja (11) Igreja Católica (3) Igreja Evangelica (3) Igreja Universal (3) Igreja Universal do Reino de Deus (2) igrejas evangelicas (1) igualdade (1) Ilhas Cayman (7) imagem (2) imagens (5) imoral (2) imoralidade (1) impactos dos agrotóxicos na saúde (1) Impeachment (5) imperialismo (3) imperialistas (3) império americano (1) impiedosos (1) implante (1) implante no cérebro (1) implantes (1) impopularidade (3) imposto (1) impostos (1) imprensa (6) imprensa árabe (1) impressora 3D (1) improbidade (1) imprudência (1) impulsos (1) impulsos criativos (1) impulsos possessivos (1) impunidade (5) inatividade física (1) incêndio (1) inchaço nas pernas (1) inclemência sagrada de israel (1) inclusão (3) incoerências (1) incompetência (1) incompetentes (1) incorruptibilidade (1) indenizacao (1) índice de nutrição global (1) indiferenca (1) Indio da Costa (1) indivíduos insensíveis (1) Indochina (1) índole ruim (1) indústria da guerra (1) infame (2) infarto (2) infecções (1) infectados (1) inferno (1) inflação (2) influenza (1) Info Online (3) informações linguísticas (1) inhame (1) injustica (1) injustiça (1) inocencia (1) Inocêncio de Jesus Viegas (1) inocentes (1) Inovacao (1) Inovacao Tecnologica (2) insensatez (1) inseticida Poncho Pro (1) Instituto Brasiliense (2) Instituto Brasiliense de Direito Público (3) Instituto Médico Tibetano (1) Instituto para as Obras da Religião (1) insulinemia (1) insulto (1) integração social (1) integridade (2) inteligencia (2) inteligência (1) inteligente (1) inteligentes (1) interdependência (1) interdisciplinar (1) internet (7) internet banking (2) intifada (1) intolerancia (1) intolerância religiosa (2) intolerantes (1) intoxicação (1) intoxicação alimentar (1) intoxicação caseira (1) inumanidade (1) invasao (1) invasão americana do Iraque (2) invasores (1) invejoso (1) investimento (1) iogurte (1) íons negativos (1) íons positivos (1) IOR (1) Irã (2) Iraque (7) iraquiano (1) irradiações (1) Isabela Fraga (2) Islã (2) Islã wahabista (1) Islamismo (1) islamofobia (3) Islandia (1) Israel (59) Israel é um estado nazista (1) Israelense (1) israelenses (4) Itagiba (2) Ital (1) IURD (2) Ivangivaldo (1) Ivo Gormley (1) Jabaliya (3) jaçaí (1) James Q. Wilson (1) janelas partidas (1) Javé (2) JB x G1 (1) Jenin (1) Jeová (2) Jerry Carvalho Borges (1) Jerusalém (3) Jesus (3) Jigme Singye Wangchuk (1) Jihad (3) João Paulo II (1) Joaquim Barbosa (3) Jobim mentiroso (1) Jobim mentiu (1) Johnny Mathis (1) Jonny Bowden (1) Jornal da Ciencia (1) Jornal Recomeço (1) jornalismo humanista (1) jornalista iraquiano (2) José Agripino (1) José Alfredo Jünger de Souza Vieira (1) José Saramago (1) Jose Sarney (3) Jose Serra (4) José Serra (4) Joseph Ratzinger (2) Joseph Raztinger (1) judeu (1) judeus (22) Judiciário (2) Judiciativo (1) Juiz de Nova York (1) juizes (1) julgamento (1) julgar os outros (1) Julgar os outros é perigoso (1) jumento (1) juridica (1) juros (1) Jussara Seixas (1) justica (1) Justiça de Nova York (1) justo (1) Kamal (1) Kardecismo (1) Katia Aguiar (1) katyusha (1) Kcal (1) Kevin Kiley (1) Key Cards (1) Khaled Hosseini (1) Kroll (2) La China (1) laços (1) lado maligno (1) Laerte (2) Laerte Braga (1) Laos (1) lar (1) Lawrence Murphy (1) LDL (3) Leão Christian (1) lefevbrianos (1) legislação trabalhista (1) legumes (2) Lei 11.340 (1) Lei Maria da Penha (1) Lei Orgânica da Magistratura (1) leis trabalhistas (1) leitura (2) Lembre-se de Viver (1) LeMonde (1) Leonardo Boff (4) leptospirose (1) LER (1) lesão por esforço repetitivo (1) lesbicas (1) Leticia (1) leucemia (1) leucemia infantil (1) levando sapatada (1) Lewis Kaplan (1) LGBT (1) Libaneses (2) liberalismo (2) liberdade (1) liberdade de expressão (1) Libras (1) licopeno (1) ligação (1) limpa o sangue (1) limpeza (1) limpeza etnica (1) limpeza étnica (1) linguagem (3) linguagem afetiva das mãos (1) Linguagem Brasileira de Sinais (1) linhaca (3) linhagem tucana (3) literatura de cordel (1) livre-arbitrio (1) livres (1) livro (9) livro esconderijo (1) livros (1) lixo (1) lobbies (1) lobby (1) lobby sionista (1) lobo mediotemporal (1) lógica da ganância (2) Lomam (1) lombar (1) Londres (1) longevidade (6) lontra (1) Lua (1) lubrificante (1) lucros excessivos (2) Luís Fernando Veríssimo (1) Luis Nassif (1) Luís Nassif (1) Luiz (1) Luiz Gushiken (1) Luiz Madureira Campos (1) Luiz Otávio Zahar (7) Luiz Roberto Demarco (1) Lula (24) Luthan (1) luz (1) luz brilhante (1) má fé (1) MAC (7) maçonaria (1) maconha (2) Madre Teresa (2) Madre Teresa de Calcutá (3) Madre Tereza (1) Madre Tereza de Calcutá (1) maduros (1) máfia (1) magistrados (1) magistratura (2) magnesio (2) Mahatma Gandhi (2) Maisde50 (1) Makota Valdina (1) mal (1) Mal de Alzheimer (8) Mal de Parkinson (3) Malafaia (1) malária (1) maldade (1) maldade infantil (1) malha (1) Malhado (1) mama (1) manchas benignas (1) mandado de seguranca (1) Mandamento dos Advogados (1) mandatos (1) Mangabeira Unger (2) manganês (1) mania (1) maníaco-depressivo (1) manipulações da mídia (1) manjedoura (1) mantra (3) MAO-A (1) maos (1) mãos (1) mãos com sangue (1) mãos molhadas (1) mãos sujas de sangue (1) marcapasso (1) Marcelo Itagiba (1) Márcia Abondancia (1) Marcinkus (1) Marcio (1) Marco Antonio Coutinho (7) Marco Aurelio de Mello (3) Marco Aurélio de Mello (1) Marco Aurélio Mello (1) Marco Feliciano (1) Maria da Glória Costa Reis (1) Maria Fernanda Schardong (1) Maria Ramos (3) Mariana Amaro (1) marido (1) Marilena Chaui (4) Martha Medeiros (1) Marwahin (1) masculinidade (1) massacre (12) massacre em Gaza (1) massagem no coração (1) matadouros (1) matanca (1) matança (1) materialismo (1) Matheus (1) Mato Grosso (3) matuto (1) Maurício Dias (2) Maybyner (1) MEC (1) medicamentos (3) medicina (2) medicina espiritual (1) medicina tibetana (1) medicina tradicional chinesa (1) medicinal (1) medidas judiciais cabiveis (1) Medio (1) mediocridade (1) meditacao (2) médium (1) Médium Chico Xavier (1) medo (2) meio ambiente (27) meio corporativo (1) melanoma (1) melhor antioxidante natural (1) membro fantasma (1) membros amputados (1) memoria (4) memória (2) Memorial Sloan-Kettering (1) mendigo (1) menina (1) menina Meredith (1) meningite (1) menopausa (1) mensagem sobre envelhecer (1) mentira (1) mentiroso (1) Meredith (1) MET (1) metal (1) metástases (1) México (1) Michael Moore (2) Michel Temer (1) Michigan (1) micronutrientes (1) Microsoft (1) midia (2) mídia (2) Miguezim de Princesa (1) milho transgênico (1) milícia (2) militar (1) militares (3) militarismo (1) militarização (1) Millifera (1) minerais (1) minha vida sem celular (1) Ministro (1) Ministro do STF (1) Ministro do Supremo (1) ministro trapalhão (1) Miranda (1) Miriam Leitao (1) miséria (1) mito judeu (1) mitocondria (1) mitocondrial (1) mitos (1) mixologia (1) mobilidade (1) modelo (1) modelo famosa (1) Modelo Thaise Guedes (1) modus operandi (1) modus vivendi islâmico (1) molestador (1) monge (1) monocultura (1) monopolio (1) monoteísmo (1) monóxido de carbono (1) monoxímetro (1) Monsanto (1) moral (1) moralidade (1) morbidade (1) mordaca (1) mordomias (1) morrer (1) mortalidade (2) morte (20) morte encafálica (1) mortes (1) motel (1) motivacao (1) motivação (1) motorista alcoolizado (1) Mountazer AL-Zadi (1) movimento cívico (1) MP (4) MPF (1) muçulmano (1) muçulmanos (2) mudancas (1) mudar (1) mulher (7) Mulher Maravilha (1) mulheres (8) mulheres pobres (1) mundial (1) Mundo (3) mundo árabe (1) Muntadar al-Zaidi (2) Muntazer (1) musica (1) música (2) nacionalismo judeu (1) Naji Nahas (2) namorada (1) namorado (1) nanopartículas (2) Não ame pela... (1) Não ame por... (1) não comer carne (2) não compre produtos contabandeados (1) não compre produtos piratas (1) não-perdão (1) nariz (1) nascidos para o amor (1) natação (1) Natal (3) Natal sem crueldade (1) Natalie du Toit (1) natureza (13) nazifascista (1) nazismo (3) necessidades (1) negligência de juízes (1) negocios (1) Nelson Jobim (10) Nelson Jobim mentiu (1) nematócitos (1) Nenê (1) Nenê Hilário (1) neoliberal (1) neoliberalismo (3) nepotismo (1) nervos da coluna (1) nervosos (1) neurociência (1) neuronios (2) neurônios (1) neurotransmissores (1) nicotina (2) Noam Chomsky (1) nós-nós (1) nosso consumo de água (1) Nosso Lar (1) novas sexualidades (1) Novica Rebelde (1) núcleo caudado (1) Nunes (1) nutricionista (1) nutrientes (2) nuvens (1) O Aborto dos Outros (1) o beijo da gratidão (1) O cavaleiro dos cavaleiros (1) O homem e a mulher (1) O mito do judeu errante (1) o que sobe desce (1) OAB (3) OBerro (3) obesidade (2) obscenidade (1) Observatorio (3) oceano (1) ocidente (1) Ocidente X Islã (1) ocupação americana do Iraque (2) ocupação colonial (3) ódio (3) ódio aos imigrantes (1) ódio religioso (2) odores (1) OGerente (1) OIT (1) Old Tjikko (1) oleo (1) óleo de coco (1) óleo de coco aumenta o colesterol bom (1) óleo de coco diminui glicemia (1) óleo de coco extravirgem (1) óleo de palma (1) oleocantal (1) oleocanthal (1) olhos (3) olhos ressecados (1) oligarquia (3) OMC (2) Ômega 3 (1) omissão do estado (1) omissões da mídia (1) OMS (3) oncogenes (1) One Path (1) ONGs (1) ONU (21) Operação Anaconda (1) oportunidades (1) Opportunity (28) Opportunity Fund (2) opressores (1) oracao (2) oração (1) ordens (1) orégano (1) Orelhudo (6) orgânicos (1) organismo (1) Organizações Globo (2) Oriente (2) Oriente Médio (5) originalidade (1) Orixá (1) Orixá Oxalá (1) orla carioca (1) ortotanásia (1) os cabeças-de-planilha (1) Oscar Schimidt (1) Osho (1) ossatura (1) Otan (2) ouro (2) ouvir (3) Oxalá (1) Oxfam (1) oxidantes (1) oximoroso (1) oxitocina (1) p21Ras (1) padrão de vida (1) padres (1) padres pedófilos (1) padrões éticos (1) Palestina (35) Palestinos (21) paliativistas (2) palmeira juçara (1) panda (2) pão (3) pão com café (3) pão com manteiga (3) pão quentinho (3) Papa (7) Papa Bento XVI (1) Papa Wojtyla (1) papagaio (1) paraiso (1) paralisia cerebral (1) paraplegia (1) paraplegicos (1) parkinson (4) partidos corruptos (1) partidos políticos (1) passwords (1) pastor evangélico (1) Pastor Silas Malafaia (1) patético (2) patriotismo (1) Paul Casimir Marcinkus (1) Paula Rothman (1) Paulo Freire (1) Paulo Henrique Amorim (1) Paulo Lacerda (12) Paulo Skaf (1) Paz (7) PCD (18) PDS (1) PDT (1) peão (1) pecado (1) pecuária (1) pedofilia (4) pedofilia clerical (1) pedófilos (1) Pedro (1) Pedro Cubells (1) pele (1) peleguismo (1) peludinho (1) Pema Dorjee (1) pênis (1) pensamento (1) pensar (1) pense antes de comprar (1) pequenas faltas (1) Pequim (3) perfume (1) periculosidade dos celulares (1) perpetuação da pobreza (1) persona (1) personalidade (1) personalidade anti-social (1) personalidade antissocial (1) perucas (1) pesadelo nutricional (1) pescados (1) pessoa (2) pessoa com deficiência (3) pessoas (2) pessoas com deficiencia (14) pessoas com deficiência (5) pessoas deprimidas (1) pessoas maquiavélicas (1) pessoas más (1) pessoas materialistas (1) pessoas menos inteligentes (1) pessoas paraplégicas (1) PET (1) Petrobrás (2) petroleo (1) PF (8) pfaffia (1) pfaffia paniculata (1) PFL (7) phishing (1) PIB (1) PIB X FIB (1) picareta (1) picaretas (1) Picea abies (1) Pícea-europeia (1) PIG (14) Pinaceae (1) pináceas (1) Pinochet (1) pintinho (2) pintinhos (1) pior bar do sistema solar (1) pirâmide alimentar (1) pitbull (1) pituitária (1) planejamento (1) planejamento familiar (1) planejar (1) planeta (1) plantar árvore (1) plantas (1) plasticidade cerebral (1) playback (1) plim-plim (1) PMD (1) pobres (3) pobreza (4) poder (1) Poder Judiciário (1) policia (1) polícia federal (1) policiais (1) polifenóis (2) politeísmo (1) politica (1) politico (2) político decadente (1) políticos corruptos (1) poluicao (1) poluição (2) poluição ambiental (1) poluição eletromagnética (1) poluição tabágica (1) Poncho Pro (1) ponto de corte 16 (1) ponto de corte da CES-D (1) Ponto G (1) popularidade (3) Porta dos Fundos (1) pós-parto (1) postura (1) poupar (1) Povo (1) povo judeu (1) povo palestino (10) práticas antiéticas (1) prece (3) preconceito (6) PredictAD (1) presenteísmo (1) presépio (1) preservação da saúde (3) preservar a fauna (1) preservativo (1) preservativos (1) Presidenta (1) Presidenta Dilma (1) presos políticos (1) pressão arterial (1) prevencao (1) prevenção (3) prevenção de doenças (4) prevenção do câncer (3) prevenindo suicídios (1) prevenir o Alzheimer (1) primariedade (4) príncipe uspiano (1) prioridade (1) prisão por abortar (1) privataria tucana (1) privatização (2) privilégios (1) proatividade (1) problemas de aleitamento (1) problemas do materialismo (1) processamento (1) processos (1) procurar a felicidade (1) produtividade (2) produtos de origem animal (1) professor (1) professora (1) Professora Gabriela (1) professores (1) profeta (1) progesterona (1) projeção astral (1) promessas (1) Pronara (1) propaganda (2) prosódia (1) próstata (1) protecao (1) proteção (1) proteção natural (1) proteger o solo (1) próteses (1) protetores (1) protetores de animais (1) Protocolo de Kyoto (1) Protogenes Queiroz (4) Protógenes Queiroz (14) PSA (1) PSDB (26) Psicologia (2) Psicologia Social (1) psicopata (4) psicopatia (1) psicose maníaco-depressiva (1) Psicossomática (1) psicoterapia (2) PT (5) publicidade (1) pug (1) pular corda (1) pulmões (1) purificação de efluentes (1) Qana (1) QI (1) quadrilha (1) qualidade de morte (3) qualidade de vida (16) Quando e como foi inventado o povo judeu (1) quedas (1) queimadura (1) queimaduras (1) Quem inventou os judeus (1) quercus palmeri (1) quimica (1) química (1) química do cérebro (1) quimicas (1) raça negra (1) Rachel Beckwith (1) racismo (4) racista (1) racistas (3) radiações não-ionizantes (1) radicais (1) radicais livres (1) Radovan Karadzic (1) Rafah (1) raiva (1) raiz (1) Ramallah (4) Ramos (1) ranços conservadores (1) rapamycin (1) rastro religioso (1) Raul Lemesoff (1) Raul Seixas (1) realçador de sabor (1) receita (1) receptores (1) receptores glutâmicos (1) recessão (2) reciclagem (1) recicle (1) recicle seu lixo (1) reclamar (1) reconhecimento (1) Rede Globo (3) redes de transmissão de energia (1) redes sociais (1) reduzir a contaminação (1) reduzir o uso de medicamentos (1) referências universais (1) refugiados (1) regime (1) registros de morbidade (1) regras jornalísticas (1) Rei (2) Rei Abdallah I (1) relação custo–benefício na genética (1) relacionamento (1) relacionamentos (1) relações sociais (2) religiao (2) religião (6) religião cristã (1) religiosos (3) REM (1) remedios (1) remédios (1) remoção de sólidos (1) remoção dos resíduos (1) Renascer (1) renda (1) rendimento profissional (1) repressão à liberdade de expressão (1) repressão política (1) Resenha em 6 (1) resfriado (1) resgate (1) resiliencia (1) resiliência ecológica (1) resistência cultural (3) respeitador (1) respeito (1) responsabilidade social (2) resultado ético (1) retardar o início do Alzheimer (1) reunião espírita (1) reutilização (1) reutilize embalagens (1) revelar a realidade (1) Revista Veja (2) ReWalk (1) REX (1) RH (1) RH.com.br (1) RHD (2) Richard Falk (1) ricos (1) Rio de Janeiro (1) risco (1) risco de demência (1) risco de morte (1) riscos (2) riso (1) Rita Ribeiro (1) Robert (2) Roberto Carlos (1) Roberto Marinho (1) Robin (1) Rodrigo Martins (1) Ronaldo Caiado (1) ronco (1) Rosinha Garotinho (1) Roundup (1) Roundup-ready (1) rumos (1) Rússia (1) Ruth de Aquino (4) Sabbath (1) sabedoria (1) Sabra (1) Sabra e Shatila (1) SAC (1) saciedade (1) sacolas plásticas (2) sacrifícios impostos às pessoas (1) Sadham Hussein (1) sal (2) salários (2) salvamento (1) Salvatore Cacciola (3) sálvia (1) Samuel Possebon (1) Sanções (1) sangue (2) São Francisco de Assis (1) sapatada (2) sapatadas (1) sapatos (1) Saramago (2) sargento (1) satanás (1) Satiagraha (31) saudade (2) saude (10) saúde (16) saúde da mulher (3) saúde pública (2) Save the Children (1) SBG (2) SBPC (2) se beber não dirija (1) se dirigir não beba (1) sebo nas canelas (1) sedentarismo (2) segredo (1) segunda sem carne (1) seguranca (1) segurança (2) seis perguntas para um consumo consciente (1) seleção natural (1) sementes transgênicas (1) Senado (1) Senador (1) senha (1) senhas protegidas (1) senilidade (2) sensibilidade (1) senso crítico (1) senso de humor (1) sentimento (3) sentimentos (1) ser assertivo (1) ser feliz (1) ser saudável (1) Serapião (1) Serapião e Malhado (1) SERE (2) seres afetuosos (1) seres humanos que foram escravizados (1) seres inteligentes (1) Sérgio Rosa (1) serotonina (1) Serra (1) Servia (1) Sevem Suzuki (1) seviciada (2) sexo (3) sexo verde (1) sexual (1) sexualidade (1) Shlomo Sand (1) Shoah (2) Shulamit Aloni (1) sífilis (1) Silas Malafaia (1) silencio (1) Silvia (1) Silvia Rawicz (7) SIM (1) simplicidade (1) sinapses (3) sincero (1) síndrome de Burnout (1) síndrome de down (1) sintomas depressivos (1) sionismo (7) sionistas (4) Síria (1) sistema aeróbio (1) sistema anaeróbio (1) Sistema de Informações de Mortalidade (1) sistema imunológico (1) sistema nervoso central (1) situação difícil (1) soberania (1) soberania brasileira (2) sociais (2) sociedade (1) sociedade decadente (1) Sociedade Racionalista (12) Sociedade Vegetariana Brasileira (1) sociólogo (5) sociopata (1) sociopatia (1) socorristas (1) sódio (2) sofrimento (3) sofrimento dos animais (1) sofrimento psíquico (1) sol (2) soldados (1) soldados americanos (2) soldados americanos mortos (3) soldados americanos mortos no Iraque (1) solidão (1) som (1) Somaeah Hassan (1) sombra (1) sonegacao (1) sonho americano (1) sono (1) sons da natureza (1) sorte (1) Souza (2) Srebrenica (1) status (1) STE (1) STF (52) STJ (5) stress (2) submissão (1) suborno (4) substâncias químicas (1) suco de frutas (1) sufoco (1) suicídio (4) suicídio de soldados americanos (1) suja (1) sunitas (1) Super-Heróis (1) superstição (1) suplementos vitamínicos (1) Supremo Ministro (3) Supremo Presidente (2) SUS (2) Susan Andrews (2) sustentabilidade (9) SVB (2) syzygium aromaticum (1) T-Mobile (1) TAB (2) tabaco (5) tabagismo (8) tabela alimentar (1) TAC (1) Taleban (1) talebans (1) tamanho do hipocampo (1) Tânia Maria Elias Chain (1) tanque de guerra (1) tarefas macabras (1) tarifas (2) Tariq Ali (1) taxa de atrofia do hipocampo (1) TB (2) tchá (1) TCM (1) tecido vivo (1) técnicas infalíveis (1) técnicas infalíveis de como dar prazer a uma mulher (1) tecnologia (5) tecnologia do abraço (1) telefone celular (1) telefones ambulantes (1) telefonia móvel (5) telescopio (1) televisão (1) tempero (1) temperos (1) tempo (2) tendinite (1) tenossinovite (1) tensão (1) tensão no pescoço (1) tensão pré-menstrual (1) Tente outra vez (1) teoria da evolução (3) teoria das janelas partidas (1) Teoria dos Jogos (1) terapias (1) terapias personalizadas (1) terceira idade (14) ternura (2) Terra (1) Terra Santa (1) terror (2) terrorismo (10) terrorismo de estado (1) terrorista (2) terroristas (1) testes em animais (1) testículos (1) Thaise Guedes (1) The Future is Beautiful (1) The Gap (1) Thor (1) Tibete (1) tigres (1) timol (1) TMS (1) tobacco atlas (1) TOC (1) tocar (1) tolerância zero (1) tomilho (2) Tonho da Jumenta (1) Tony Ramos (2) Torá (1) Torah (1) Torres Gêmeas (1) tortura (14) torturador (1) torturadores (2) torturados (1) touro (2) Touro Brabo (1) TPI (3) TPM (1) trabalhadores (1) trabalho (2) trabalho doméstico (1) tradições jurídicas (1) Trafalgar Square (1) tragédia (1) transgênicos (1) transito (1) transmissao (2) transplantes (1) transtorno (1) transtorno afetivo bipolar (1) transtorno bipolar (3) transtorno de conduta (1) Transtorno Obsessivo-Compulsivo (1) transtornos alimentares (1) transtornos psiquiátricos (1) trapalhadas (1) trata sífilis (1) trauma (1) travestismo (1) tregua (1) TRF (2) Tribo da Polinésia (1) Tribuna do Advogado (1) Tribunal Penal Internacional (2) tributos (1) tricorder (1) trigo (3) Trissomia 21 (1) tristeza (1) trombo (1) TSE (1) tucanato (2) tucano (4) tucanos (8) tumor (5) tumor cerebral (1) tumor maligno (1) tumor primário (1) tumor secundário (1) tumor testicular (1) tumores (1) tumores benignos (1) TV Globo (3) Tzipi Livni (1) UE (3) Umbanda (1) umbrella-agreement (1) Uned (3) UNEP (1) união estável (3) unidades metabólicas (1) uniões homossexuais (1) universo (5) UNRWA (2) Uri Avnery (3) urinar sobre a queimadura (1) urso (2) usar vinagre na queimadura (1) utilidade publica (1) utilidade pública (3) Valerioduto (1) valores (2) valores de um cidadão (1) vandalismo (1) variante A4 do gene apoE (1) variante genética do apoE (1) vasco (1) Vaticano (7) vazio (1) veadinho (2) veganismo (1) vegetarianismo (10) vegetariano (2) vegetarianos (1) Veja (7) velhice (1) veneno (1) Venezuela (2) ventos secos (1) ver (1) verbo ouvir (1) verdugos (3) verduras (1) Verônica Serra (1) veteranos americanos (1) Via Láctea (1) Viagem Astral (9) vibrando pela sala (1) vício (1) vício do fumo (1) Victor Hugo (1) vida (5) vida após a morte (1) vida corporativa (1) vida feliz (1) vida longa (2) vida mais plena (1) vida saudável (2) video (43) vídeo (18) videogame (1) Vietnã (1) vinho (3) violência (6) violência contra as mulheres (1) violência de gênero (1) vira lata (2) virtude (1) vírus (1) vista-se (5) visual (1) vitalidade (1) vitamina (3) vitamina D (1) vitamina E (1) vitaminas (2) Vitor Teixeira (1) Vivências Fora do Corpo (7) vocabulário das mãos (1) vocabulário gestual das mãos (1) volitação (1) Voltaire (1) voluntariado (1) voz (3) vulnerabilidade (1) vulnerabilidade social (1) Wagner Borges (1) Wálter Maierovitch (1) Walter Willett (1) Washington (1) Waterbird (1) Weiji (1) Weis (1) Why we fight (1) Will Saunders (1) William Cousins (1) William Klein (1) Wojtyla (1) WWF (1) xenofobia (2) xiitas (1) Yassin (1) Zahar (7) Zeca Pagodinho (1) zooterapia (1)